Procon-SP Ambiental multa proprietários de sete lojas durante primeira fiscalização

Força-tarefa é composta pela Polícia Militar Ambiental, especialistas do Procon-SP e agentes da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

O Procon-SP Ambiental multou proprietários de sete lojas localizadas no centro (Brás) e nas zonas oeste e sul da capital, na manhã desta sexta-feira (13), durante a primeira ação de fiscalização do programa, criado pelo Governo do Estado para combater a venda de madeira ilegal. As infrações cometidas pelos autores consistem em irregularidades identificadas no estoque físico e origem da madeira nativa vistoriada.

Após trabalho de inteligência de possíveis irregularidades no sistema eletrônico, policiais militares ambientais foram até os locais, em conjunto com equipes do Procon-SP, e realizaram toda a contagem e medição dos estoques de madeira. Depois, compararam as cargas com as declarações dos documentos de origem do produto florestal e constataram a diferença de mais de 600 metros cúbicos de madeira nativa.

Além das multas, os proprietários responderão na esfera criminal, conforme a legislação vigente. Os estabelecimentos, por sua vez, serão autuados por comercializarem produtos em desacordo com a legislação ambiental. Durante os trabalhos, algumas lojas foram interditadas.

A fiscalização da força-tarefa, composta Polícia Militar Ambiental, especialistas do Procon-SP e agentes da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (Sima), prossegue ao longo do dia por meio da operação nomeada de “Floresta Amiga”.

FAÇA SUA PARTE, pratique o consumo responsável, exija o documento de origem florestal!

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT