Projeto Guri prorroga inscrições para polos do interior e litoral de SP

Interessados têm até esta sexta-feira (6) para se matricular em cursos gratuitos de música para crianças e adolescentes.

Projeto Guri prorrogou até esta sexta-feira (6) o período de matrícula nos polos de ensino localizados no interior e litoral paulista. São mais de 30 opções de cursos gratuitos de música para crianças e adolescentes na faixa etária entre 6 e 18 anos incompletos. Dias e horários de atendimento variam conforme o polo.

O Grui atende mais de 50 mil alunos por ano e possui centros de educação musical nas regiões de Araçatuba, Jundiaí, Itapeva, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e no litoral paulista. Para mais informações, acesse www.projetoguri.org.br/matriculas.

Para realizar a matrícula é necessário comparecer diretamente ao polo em que deseja estudar, acompanhado pelo responsável, portando os seguintes documentos: certidão de nascimento ou RG (original e cópia); comprovante de matrícula escolar e/ou declaração de frequência escolar; RG do responsável (original e cópia) e comprovante de endereço para consulta.

clique na imagem e saiba mais

Não é preciso ter conhecimento prévio de música, nem possuir instrumento musical ou realizar testes seletivos. O início das aulas ocorre de acordo com a data de matrícula de cada aluno.

Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece cursos de iniciação musical nos períodos de contraturno escolar. São oferecidos também cursos de luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação Casa).

Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação Casa, são administrados pela Sustenidos.