Projetos atuam para combater a fome que cresce pelo país

Com alta da fome após o fim do auxílio emergencial de 2020, organizações da sociedade civil estão realizando projetos para arrecadar alimentos para populações vulneráveis.

No último ano, 19 milhões de brasileiros foram impactados pela fome. Essa população está entre os 116,8 milhões que conviveram com algum grau de insegurança alimentar no Brasil nos últimos meses de 2020. Os dados são de um estudo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan). Neste cenário, surgem inciativas organizadas pela sociedade civil para mitigar e combater a fome pelo país. Conheça algumas delas:

Dia de Boas Ações, do Atados – Movimento mundial de voluntariado que todos os anos convoca pessoas, ONGs e empresas para participarem da transformação da sociedade através de boas ações. Neste ano, a ação irá focar em uma campanha virtual na luta contra a fome com ações de arrecadação de alimentos não perecíveis em prédios, ONGs e escritórios. Além disso, o Atados, organização responsável pelo evento no país, também abrirá uma seção de doação no site da iniciativa, através do Mercado Pago para a arrecadação de dinheiro para a compra de cestas básicas que serão destinados às ONGs da rede.

Brasil Sem Fome, da Ação da Cidadania – Reunindo uma grande rede de comitês e voluntários, a Ação da Cidadania convoca mais uma vez a sociedade civil e o setor privado para levar alimentos aos mais atingidos pela crise da pandemia da Covid-19 e pelo fim do auxílio emergencial.

Corona no Paredão, do Gerando Falcões – A ONG irá enviar cestas digitais de maneira contínua para famílias que vivem em favelas, fornecendo o básico para uma alimentação digna. As cestas digitais serão direcionadas para suas Unidades Próprias/Aceleradas, que farão todo o processo de entrega para os menos afortunados de cada favela.

Tem Gente Com Fome, promovido pela Coalizão Negra Por Direitos, em parceria com a Anistia Internacional, Oxfam Brasil, Redes da Maré, Ação Brasileira de Combate às Desigualdades, 342 Artes, Nossas – Rede de Ativismo, Instituto Ethos, Orgânico Solidário e Grupo Prerrô – Essas organizações se uniram para lançar a campanha de financiamento coletivo para arrecadar fundos para ações emergenciais de enfrentamento à fome, à miséria e à violência na pandemia de Covid-19. A campanha “Tem Gente com Fome” pretende doar cestas básicas para 223 mil famílias em todo o país. Para isso, os organizadores da iniciativa precisam arrecadar R$ 133 milhões, através do site da ação.

Fundo solidário Mães da Favela, da Central Única das Favelas (CUFA) – O fundo solidário
focado no enfrentamento da Covid-19 para o público mais atingido pelo desemprego no Brasil: mães, chefes de família, moradoras de comunidades e favelas. O projeto doa cestas básicas e cestas digitais no valor de R$ 120 em dinheiro por dois meses.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT