Proprietário de sítio é multado por fazer uso de fogo em áreas agropastoris e caçar animais silvestres em Corumbataí, SP

Ao ser questionado quanto a autorização para fazer uso do fogo e para utilizar a armadilha em sua propriedade, o qual respondeu não ter autorização.

Em decorrência do atendimento de denúncias atenientes a fiscalização ambiental, os policiais militares ambientais cabo Duprê e soldado Mirele, estiveram na terça-feira (6), em uma propriedade rural no município de Corumbataí (SP), onde constataram queima em palha de cana de açúcar.

Durante a aação, a equipe também encontrou uma armadilha para captura de animais silvestres/exóticos do tipo gaiola com tampa acionada por gatilho de pressão, armada e sem animal capturado. O proprietário foi questionado quanto a autorização para fazer uso do fogo e para utilizar a armadilha em sua propriedade, o qual respondeu não ter autorização.

Diante dos fatos, foram elaborados 02 (dois) Autos de Infração Ambiental, com base no artigo 56 Caput da Resolução SIMA 05/21, com sanção de advertência (uso do fogo) e artigo 25 Caput da Resolução SIMA 05/21, com sanção de multa simples valorado em R$ 500,00 (caçar), sem prejuizo da apuração penal com base no artigo 29 Caput da Lei Federal 9.605/98.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT