Quais são os cuidados necessários para não cair em golpes nas redes sociais?

O principal intuito para a criação de redes, em especial a pioneira delas, o Facebook, foi a necessidade de uma comunicação por meio da internet.

Na mesma proporção em que trazem as mais interessantes possibilidades e experiências para seus usuários, as redes sociais também apresentam perigos e situações que podem ser incômodas para muitas pessoas, principalmente, quando falamos de golpes.

Essa situação se torna ainda mais problemática em relação ao uso feito por pessoas mais velhas, estas, as vítimas principais de criminosos, pela falta de conexão com tecnologias.

Por isso, nesse e em outros casos, é importante reconhecer e saber utilizar algumas técnicas de proteção, garantindo uma vivência tranquila e positiva dentro da internet, retirando qualquer tipo de prática que possa trazer consequências.

No texto abaixo vamos entrar um pouco mais nessa esfera, trazendo pontos que são considerados básicos para a proteção nas redes sociais.

Porém, antes disso, vamos entender um pouco mais sobre como essas plataformas podem ser consideradas pontos de retenção de vítimas de golpistas, e de que forma deve existir um reforço em relação a usuários mais velhos dentro da internet.

Cuidados com as redes sociais

As redes sociais, como o próprio nome sugere, são espaços de interação entre pessoas e empresas de comunicação visual, onde geralmente informações, comunicações e conteúdos de diversos segmentos são produzidos e compartilhados.

Algumas das principais ou mais conhecidas redes são:

  • Facebook;
  • Instagram;
  • Twitter;

 

O principal intuito para a criação de redes, em especial a pioneira delas, o Facebook, foi a necessidade de uma comunicação por meio da internet, uma ferramenta que começou a ser popularizada, mas que ainda não exibia um espaço próprio para troca de vivências.

As redes então surgiram como uma forma de troca de experiências, conexões, compartilhamento de fotos, mensagens e vídeos e até mesmo uma extensão do real.

Essa possibilidade de estar em contato direto com uma pessoa à distância, a partir de um mundo virtual, logo passou a fazer sucesso entre os usuários, despertando a atenção de empresas de embalagens personalizadas e de criadores de novas redes.

Se de um lado podemos dizer que as redes trouxeram uma maior e melhor comunicação entre pessoas e negócios a partir do mundo online, por outro, vemos alguns problemas.

Um deles é a extensão de crimes, como roubos, perseguições e estelionatos, simbolizados pelos golpes, formas utilizadas pelos criminosos para enganar os usuários.

Hoje em dia é bem comum encontrar uma conta falsa em uma rede social, oferecendo um emprego, dinheiro, condições especiais para a compra de produtos ou serviços e até mesmo um contato que venha a roubar dados importantes de alguém.

Da mesma forma que vimos nossa vida real se tornar cada vez mais virtual, os crimes seguiram nessa mesma condição, se tornando cada vez mais bem feitos e planejados.

Assim, podemos entender que as redes sociais, ainda que viciantes e necessárias, principalmente no caso de empresas de totem publicidade, devem ser utilizadas com atenção, prevenção e responsabilidade.

E para potencializar um cuidado que já deve existir pela maioria das pessoas, é necessário contar com o auxílio de alguns padrões de comportamentos, voltados à segurança.

Formas de prevenir golpes

A seguir vamos ver algumas das principais dicas para evitar golpes dentro das redes sociais, tornando a experiência dentro da plataforma a melhor possível.

Cuidado com dados pessoais

As redes sociais são naturalmente abertas a todos na internet, até mesmo para os que não tem uma conta na plataforma.

Sendo assim, qualquer pessoa pode ter acesso a dados pessoais de qualquer pessoa, que sejam compartilhados por meio desses espaços.

Isso mostra que compartilhar na bio ou até mesmo em um perfil aberto informações sobre sua família, localização, emprego e rendimentos financeiros pode não ser uma boa ideia.

Tenha o hábito de compartilhar esses dados nas redes sociais apenas com pessoas que você confia, como amigos e familiares, lembrando sempre que, ainda que essa possa ser uma questão básica e inofensiva, criminosos podem utilizar para golpes.

Retire qualquer localização

É bem comum que dentro de redes sociais existam postagens feitas mostrando a localização do usuário, indicando o lugar de onde ele está falando e entregando essa informação para pessoas que os seguem ou que têm acesso à internet.

Essa pode ser uma informação importante para criminosos que aplicam golpes, principalmente na hora de formar uma conversa com o usuário nas redes.

O ideal é procurar desativar essa função na plataforma por meio de um computador semi novo, evitando ainda qualquer tipo de comentário ou informação dentro das postagens que entreguem esse dado, principalmente, fotos ou vídeos da sua casa.

Desconfie de gratuidades

Um dos principais golpes dentro das redes sociais são as gratuidades que empresas e marcas fictícias apresentam aos usuários.

Quase sempre são oportunidades que não cobram nenhum dinheiro, mas acabam aplicando golpes relacionados à conta.

Outra maneira que criminosos costumam enganar as vítimas é a partir de perfis falsos de negócios conhecidos em uma região, atrapalhando ao máximo a identificação real.

Por isso, sempre pesquise se o perfil é oficial ou não, vá até os comentários e veja algo de diferente, e entenda mais sobre o engajamento em curtidas e compartilhamentos.

Sempre que forem poucos, podem indicar uma conta de folder empresarial recém criada e falsa

Ative a verificação em duas etapas

A verificação em duas etapas é um módulo de segurança dentro das redes sociais, que consiste em uma dupla comprovação da identidade do dono da conta.

No caso de golpes que envolvem roubos de perfis e até acessos indevidos por meio de redes sociais, contar com essa verificação pode ser a saída para evitar maiores problemas, além de ser também uma forma de identificar quando um criminosos deseja invadir a conta.

Geralmente, para firmar essa verificação são solicitados dados pessoais, bem como informações relacionadas ao dono da conta, que serão utilizadas como chave de entrada.

Utilize senhas complexas

Uma das melhores dicas possíveis para evitar golpes nas redes sociais relacionados ao roubo de contas de lojas de troca tela iPhone é a partir da utilização de senhas complexas, geralmente compostas por:

  • Letras minúsculas;
  • Letras maiúsculas;
  • Caracteres especiais;
  • Números.

Evite colocar informações que tenham algum tipo de conexão com a sua vida, como data de nascimento, nome, nome da mãe ou do pai e até mesmo a cidade onde você nasceu.

Existem muitos programas utilizados na internet por criminosos que conseguem indicar as variações mais prováveis de senhas a serem utilizadas, e dependendo da facilidade delas, é fácil entrar na sua conta e ter acesso a dados e até mesmo formas de pagamento.

Desative autorizações

Dentro dos aplicativos e plataformas de redes sociais existem algumas autorizações, geralmente solicitadas e ativadas a partir da entrada em algum site ou serviço, que ocorre a partir das credenciais da pessoa na rede ou de uma empresa de placas de sinalização.

Essa atualização dentro da rede social pode permitir acessos por meio dessas plataformas, o que é inseguro dentro da internet, ainda mais pela quantidade de quedas de sites feitas por criminosos.

Por isso, o ideal é desativar essa função, e estar sempre atento a possíveis vazamentos de dados e problemas de segurança em sites que você entra com a  rede social.

Reforço em relação a usuários mais velhos

Se a atenção deve ser redobrada a todos que utilizam redes sociais, sejam pessoas ou marcas de fachada de loja, tudo se torna ainda mais preocupante quando falamos de pessoas mais velhas como usuárias, ainda mais no caso de idosos.

A diferença de idade entre pessoas que estão nas redes sociais, geralmente simboliza uma atividade e conhecimento tecnológico distinto, causando maiores problemas para estes.

Os jovens, por estarem em contato direto com a internet e suas formas de interação, sabendo ainda de golpes e outros problemas, conseguem se proteger com facilidade.

Agora, pessoas mais velhas, como o caso de idosos, tendem a estar com maior proporção dentro de casos de golpes, muitas vezes por não terem certas formas de ação dentro da plataforma que podem ajudar na hora de um possível golpe.

Por isso, se faz importante a educação tecnológica para todos, bem como dados sobre proteção nas redes sociais, ensinando aqueles que não tem um contato direto com as redes as melhores formas de lidar contra crimes virtuais.

Considerações finais

Portanto, os crimes virtuais são constantes dentro da internet, sobretudo a partir do auxílio de redes sociais, levando pessoas e empresas a eventuais prejuízos, que em alguns casos, podem ser considerados significativos.

Por isso, é essencial procurar entender as melhores formas de cuidar da proteção dentro das redes, sobretudo em relação a usuários idosos, que têm menos proximidade com essas tecnologias e formas de comunicação pela web.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP