‘Quem não acredita é ignorante, zóio tapado’, diz prefeito Dimas Urban sobre a situação da pandemia em Pirassununga, SP

Em seu pronunciamento, Dimas Urban fez um apelo para que empresários da cidade ajudem o município a adquirir novos leitos para internação de pacientes com Covid-19.

O prefeito de Pirassununga (SP), Dimas Urban (PSD), falou nesta sexta-feira (5) em entrevista à GloboNews sobre o vídeo (assista abaixo) que viralizou após um desabafo em relação à Covid-19. 

Ele terminou o pronunciamento na quinta-feira (4) um pouco irritado. “A Covid está aí e quem não acredita é porque é ignorante, ‘zóio tapado’, pelo amor de Deus”, disse batendo na mesa ao fim da gravação divulgada nas redes sociais.

Durante a entrevista, o prefeito explicou que o sentimento é de desespero e que o trecho do vídeo viralizado acabou passando pela edição. Segundo ele, mais de 90% da população da cidade gostou. “A pandemia aqui na cidade perdeu o controle, apesar de a gente fazer testes em milhares de pessoas. Eu vejo o pessoal sem máscara, no bar lotado bebendo, então isso me dá uma angústia, um nervoso muito grande”, disse o prefeito que também é médico pediatra.

Urban falou ainda sobre as medidas restrições implantadas na cidade para ajudar a diminuir a contaminação, assim como as fiscalizações e multas por aglomerações e falta do uso de máscara na rua. “Eu acredito fundamentalmente no uso de máscara, acho que é uma proteção absurda e todo mundo aqui já conhece a minha briga com vacina que, indiscutivelmente, é o que pode salvar a população.

Apelo por doações

Em seu pronunciamento, Dimas Urban fez um apelo para que empresários da cidade ajudem o município a adquirir novos leitos para internação de pacientes com Covid-19.

A ideia é montar a estrutura com dinheiro privado na Unidade Sentinela Covid-19, mas, segundo ele, o município também busca verbas de emendas parlamentares para poder custear o plano. “Estou aqui pedindo encarecidamente o auxílio de empresários de Pirassununga para montar esses leitos, para que tenhamos uma opção a mais de tratarmos esses pacientes. Então quem puder ajudar, eu peço para entrar em contato com o secretário de Governo”, disse.

Ainda segundo o prefeito, há sobrecarga no sistema de saúde pública do município e a cidade não pode obter o auxílio de cidades vizinhas porque também “não têm vagas”.

Atualmente, há 15 pessoas internadas em leitos de enfermaria na cidade e 6 em outros municípios. Já na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), há 6 pessoas em Pirassununga e 5 em outras cidades.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT