Realidade virtual para crianças no Centro Cirúrgico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, SP

O Projeto Treina Dragão utiliza óculos de realidade virtual para tranquilizar as crianças que entram no Centro Cirúrgico.

Para diminuir a tensão, amenizar o medo e a ansiedade dos pequenos pacientes que precisam passar por procedimentos que exijam sedação, como exames e cirurgias, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) implantou mais uma ação inovadora de humanização: o Projeto Treina Dragão, que utiliza óculos de realidade virtual para tranquilizar as crianças que entram no Centro Cirúrgico.

Ao entrar na sala, as crianças colocam os óculos para viver por alguns minutos mundo criado especialmente para elas: um dragão, ou Dragãozinho, como já é carinhosamente chamado, conta uma história que percorre todos os passos do procedimento até a sedação. As crianças ficam imersas e interagem sensorialmente com o personagem, criado exclusivamente para elas.

Cada prova colocada pelo Dragãozinho é uma etapa que a criança tem que vencer. A história a entretém e permite que ações relativamente simples, como a inserção do oxímetro ou o acesso à veia, por exemplo, sejam realizadas com mais facilidade pelos profissionais.

Cirurgiã pediátrica e Diretora de Assistência do HCFMB, Dra. Erika Ortolan afirma que a expectativa da equipe médica é encantar as crianças, para que elas possam se lembrar daqueles momentos com alegria. “A criança sempre entra muito assustada e sempre tentávamos várias medidas para diminuir esse estresse. O resultado do uso da realidade virtual é surpreendente: desde que começamos, não tivemos mais problemas com choros, e sim, sorrisos destas crianças ao acordarem”.

Para tornar o Projeto Treina Dragão realidade, o HCFMB contou com uma importante parceria da Cooperativa de Crédito Sicoob, que viabilizou a compra dos equipamentos necessários e a produção do filme, exclusivo para pacientes do HCFMB. “Trabalhamos muito por projetos como este, de grande impacto na saúde estadual. Temos um prazer imenso em desenvolver ainda mais nosso papel social junto ao HCFMB”, disse o Diretor Presidente do Sicoob, Raimundo Nonato Leite Pinto.

“Há alguns anos, minha filha faz endoscopia de seis em seis meses. Esta foi a primeira vez que ela não chorou ou me pediu para levá-la embora”, conta Josiane Gonzaga Ferreira, mãe da pequena paciente que estreou o projeto. “Hoje ela acordou da anestesia e disse: quero ver o dragãozinho. Isso me emocionou muito”, disse.

“Iniciar um projeto humanização altamente inovador, criativo e tranquilizante para pais, além de facilitar a evolução e o tratamento da criança, faz parte da expansão da assistência do HCFMB e nos deixa ainda mais orgulhosos. Agradeço pelo Sicoob pela parceria, com a certeza do sucesso desta iniciativa”, finaliza o Superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi.

O Projeto também contou com o apoio e parceria da Loja Fina Filó, de Botucatu, na aquisição de aparelhos eletrônicos complementares.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT