Reunião com gestores da Rede Municipal de Educação define últimos detalhes para volta às aulas em Araras, SP

Plano de Atendimento Escolar, que contém todas as informações e orientações será entregue aos pais nos próximos dias; Volta às aulas acontece no dia 16 de agosto.

A Secretaria da Educação realizou, na quinta-feira (5), reuniões com todos os gestores da Rede Municipal em Araras (SP). Os encontros tiveram como principal objetivo alinhamento dos últimos detalhes para retorno às aulas presenciais. Para isso, os servidores receberam todos os documentos normativos e necessários para a retomada do ensino presencial, assim como Plano de Retomada e Fluxograma da Saúde.

O Plano de Retomada foi descrito em uma cartilha chamada de Plano de Atendimento Escolar. O documento, que contém todas as informações e orientações da volta às aulas será entregue a todos os pais ou responsáveis pelos alunos.

“Essas reuniões, com o objetivo de alinhar todos os detalhes do retorno às aulas, foram divididas em dois períodos, com o objetivo de evitar aglomerações. Além disso, seguimos todas as regras sanitárias visando oferecer mais segurança a todos os envolvidos. É importante ressaltar que a Vigilância Sanitária também participou levando essas mesmas orientações aos gestores, para oferecer segurança aos nossos alunos neste momento tão importante que é o retorno para à escola”, explicou a secretária de Educação, Heleine Villas Bôas Francisco.

Volta às aulas acontece no dia 16 de agosto

A Prefeitura Municipal definiu o retorno às aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino no dia 16 de agosto. O retorno das aulas de maneira presencial acontecerá em sistema híbrido, presencial e não presencial. Além disso, será gradativo e fracionado na situação de rodízio de alunos e funcionários.

Neste primeiro momento, creches retomarão suas atividades com 35% de capacidade. Já as outras escolas, Ensino Fundamental I, II e EJA (Educação de Jovens e Adultos) terão a ocupação máxima de 50%. Não serão ofertadas turmas em período integral. As regras e a data foram definidas em reunião realizada com representantes da Saúde, visando oferecer segurança a todos os envolvidos.

“Não retomaremos as turmas em período integral, pois nesse modelo ainda não conseguiríamos oferecer a segurança necessária às crianças. Ressaltamos que em todas as unidades escolares será obrigatório o uso de máscara, assim como a adoção de outras medidas sanitárias. Além disso, cada equipe gestora terá autonomia para decidir e definir as particularidades e necessidades de cada unidade”, explicou a secretária da Educação, Heleine Villas Bôas Francisco.

As escolas já receberam, nos últimos dias, os EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), que serão entregues aos gestores, professores e alunos.

“É importante dizer que o retorno será opcional. Crianças com comorbidades, assim como funcionários serão tratados de maneira diferenciada. Ainda assim, ressalto que estamos adotando todas as medidas de segurança, como compra de EPI’s necessários, para oferecer a maior segurança possível. É uma decisão muito séria e tomada com extrema segurança”, explicou o prefeito, Pedrinho Eliseu.

Os pais que optarem por não encaminhar os filhos às escolas terão que assumir compromisso formal com a Secretaria de Educação, a fim de garantir que as atividades propostas sejam desenvolvidas adequadamente, conforme recomendação do corpo docente.

“Pais, a decisão é de cada um, mas se puder, peço que deixem seus filhos retornarem às atividades escolares, tão importantes para o desenvolvimento e amadurecimento das nossas crianças. Nada substitui a presença física na escola, junto com os educadores, toda a estrutura e a convivência social que isso implica”, ressaltou Pedrinho.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT