Reunião do Conselho de Turismo destaca ações do projeto do Trem dos Romeiros em SP

Iniciativa tem objetivo de levar turistas da capital até Aparecida; turismo de proximidade também foi tema de encontro.

Dois temas dominaram a reunião de setembro do Conselho de Turismo do Estado de São Paulo (Conturesp): o Turismo de Proximidade e o projeto do Trem dos Romeiros, que levará os turistas da capital até o município de Aparecida.

O primeiro tema foi abordado pelo secretário-executivo da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), Guilherme Miranda. “É certo que as pessoas que voltarem a viajar, após este longo período de pandemia, não vão querer ir muito longe. Daí a denominação de Turismo de Proximidade. Isso significa deslocamentos mais curtos, no máximo, em um raio de 200 quilômetros em torno das capitais e grandes cidades. O estado de São Paulo tem tudo para esse fim: praias, parques, serras, muito verde, inúmeros destinos a céu aberto e, para tanto, devemos estar preparados para essas viagens responsáveis, respeitando os protocolos e diminuindo as aglomerações”, ressaltou.

clique na imagem e saiba mais

Para o secretário-executivo, a diversidade de atrativos de qualidade deve atrair os visitantes que estão em busca de um turismo responsável. “Oferecer o que está mais próximo é a lógica de São Paulo para São Paulo. Assim, contamos com a linha mestra do secretário Vinicius Lummertz e o apoio e ação dos membros do Conturesp. Vamos mostrar São Paulo”, salientou.

Projeto

Os integrantes do conselho também tomaram conhecimento de um projeto ferroviário denominado Trem dos Romeiros, cujo trajeto terá início na cidade de São Paulo em direção ao destino religioso de Aparecida. Segundo Fábio Barbosa, consultor em turismo ferroviário pela THG Consultoria Viagens de Trem, já estão em recuperação dez carros e a locomotiva.

São carros de aço inox do final das décadas de 40 e 50 e pertenceram à antiga Estrada de Ferro Central do Brasil. De 1994 a 1998, as composições operaram entre São Paulo e Rio de Janeiro, com o nome de Trem de Prata.

“Atualmente, os carros estão em nossas oficinas de Cruzeiro, na fila para recuperação. Esse meio de transporte vem ao encontro da modernidade com carro bar, restaurante, dormitórios e com a expectativa de termos 28 mil passageiros por ano”, explicou o consultor.

Fábio Barbosa disse também que a iniciativa do trem turístico considera importante o apoio da Secretaria de Turismo do Estado, “uma vez que envolverá agentes e operadores de turismo para seu fomento, com muita mão de obra beneficiada diretamente, como mecânicos, maquinistas, guias de turismo e até indiretos, envolvendo hospedagens, gastronomia e artesanato”.