Saema e Prefeitura Municipal podem estabelecer multa por desperdício de água em Araras, SP

Valores ainda serão definidos para quem descumprir regras.

Devido à estiagem o Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras), com a Prefeitura Municipal de Araras (SP), podem estabelecer multa para quem for flagrado desperdiçando água.

Nossa reportagem teve acesso as informações com exclusividade, e os moradores que forem pegos desperdiçando água, correm o risco de receberem multa. O valor ainda não foi divulgado pela autarquia.

A medida, que força o uso consciente do recurso, no período de estiagem pelo qual passa o Estado, pode ser anunciada pelo prefeito Pedrinho Eliseu, ainda essa semana.

Entre os usos da água como passíveis de punição estão: lavar carros, regar jardins, lavar calçadas e telhados e abastecer piscinas. A prefeitura poderá publicar um decreto que permite a aplicação das multas.

Volume de chuva no primeiro semestre é 26% menor em 2021

O volume de chuva registrado pelo Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras) nos seis primeiros meses deste ano é 26% menor ao mesmo período do ano passado.

Em 2020 entre os seis primeiros meses choveu 681,4 milímetros, enquanto que no mesmo período deste ano o total de chuva foi de 499 mm, somando uma diferença de 182,4 mm a menos – em 2019 foram registrados 837,1 mm no período.

A medição do Saema é feita na Estação de Tratamento de Água (ETA), localizada no Jardim Cândida, região oeste da cidade, o que não representa 100% do volume de chuva no município.

Vamos economizar

Preocupado com a situação de falta de chuvas, o Saema vem realizando várias ações para o enfrentamento da crise hídrica que poderá se agravar, como por exemplo a fiscalização diária nas ruas para orientação quanto ao gasto excessivo de água, como por exemplo lavar calçadas com mangueiras.

Na semana passada o presidente da autarquia, Alexandre Castanha, esteve reunido com diretores da Usina São João para tratarem da possibilidade de uma possível transposição de água como alternativa em caso de falta d’água.

Outra ação que o Saema vem realizando trata-se da captação de água do Rio Mogi Guaçu que terá a sua capacidade aumentada significativamente, preservando a captação nas represas.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT