Saema registra boletim de ocorrência e vai apurar danos no talude da represa Tambury em Araras, SP

De acordo com a autarquia, gaioleiros e motociclistas vêm usando a barragem para realizar suas manobras, e os danos são evidentes.

Preocupado com a situação que se encontra o talude (barragem) da represa Antônio Meneghetti (Tambury), por conta de trilheiros que usam ilegalmente o espaço, o Saema (Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras) alerta para os riscos em virtude dos danos já causados na represa.

A autarquia registrou nesta semana um boletim de ocorrência tamanha a preocupação com os danos causados e tomará novas atitudes, na tentativa de inibir o acesso desses veículos na subida do talude. “Em visita ao local me deparei com uma situação extremamente preocupante, já que fendas foram abertas no talude da represa. Do ponto de vista da segurança estamos em completo estado de alerta. Vale lembrar que as áreas em torno de nossas represas são consideradas áreas de risco, o que faz com que todos tenham a preocupação com as condições das mesmas”, alertou o presidente Executivo da Saema, Alexandre Castagna.

A dificuldade que a autarquia encontra em impedir a entrada na represa pelo talude se dá por conta da estrada rural que passa logo abaixo e é utilizada pela Usina Santa Lúcia e moradores daquela região. Já o acesso por cima da barragem encontra-se fechado e com placa sinalizando que é proibido entrar no local. “Por conta dessa situação, o Saema pede que essas pessoas tenham a consciência para o problema que podem causar para a cidade, evitando tal prática nesses locais.” completou.

O Saema pede a colaboração de toda a população que ao perceber qualquer prática ilegal de atividade no local denuncie pelo telefone de emergência 24 horas do Saema – 0800-014-4321.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT