Sala virtual incentiva o hábito da leitura por parte de estudantes de escola estadual em SP

Histórias são relacionadas a projetos interdisciplinares; depois da ação, alunos respondem questões sobre a interpretação do texto.

Com o objetivo de contribuir com a aprendizagem dos alunos e pensando como a leitura permite vivenciar histórias sem sair de casa, a professora Roseli Almeida, da Escola Estadual MMDC, na capital, tem disponibilizado vários conteúdos literários na sala de leitura virtual da unidade.

São arquivos em formato PDF, links e podcasts para que os alunos dos anos finais do Ensino Fundamental e os do Ensino Médio possam fazer interpretação dos livros e responder questões propostas via Google Formulários. Cada história também é relacionada a uma ação interdisciplinar, como o projeto sobre ‘plantas saudáveis, alimentos salutares’, realizado com as turmas de 6º e 7º ano.

Em comemoração ao Ano Internacional de Saúde Vegetal, celebrado em 2020, os estudantes iniciaram o projeto com a leitura do livro “Camilão, o comilão”. Na próxima etapa, que deve ter início no mês de julho, os jovens farão uma horta em garrafa pet.

clique na imagem e saiba mais

Além de interagir com os alunos por meio da sala de leitura virtual, Roseli Almeida também integra o time de professores do Centro de Mídias da Educação de São Paulo (CMSP). Durante as aulas ao vivo, a docente faz a leitura de histórias para diversas turmas.