Secretária de Meio Ambiente é detida por manter plantação de maconha em casa e sítio no interior de SP

Segundo boletim de ocorrência, foram apreendidos oito pés de maconha e dois potes com a droga pronta para uso. Flávia Grandizoli alegou à polícia uso medicinal.

A secretária de Meio Ambiente, Agricultura e Pecuária de Lupércio (SP), Flávia dos Santos Grandizoli, foi detida depois que policiais militares encontraram em sua casa e em um sítio pés de maconha e potes com a droga pronta para consumo.

A prefeitura informou que o jurídico foi acionado para acompanhar o caso e tomar as medidas cabíveis. De acordo com o boletim de ocorrência, registrado na noite de sábado (13), equipes do 13º Batalhão de Ações Especiais da PM e da Força Tática de Marília foram informadas de que havia 10 quilos de maconha na casa e na propriedade rural de Flávia.

A denúncia apontou também que a suspeita era química e processava a droga. Os policiais foram até a casa e, após ser abordada, a secretária confirmou que havia dois pés de maconha plantados no quintal.

clique na imagem e saiba mais

No guarda-roupa de um dos quartos foi encontrado um pote de vidro com maconha já preparada para uso e em outro quarto havia um pé de maconha que estava em processo de secagem.

Conforme o registro, Flávia informou aos policiais que no seu sítio havia mais pés de maconha. Outra equipe da Força Tática foi até a propriedade rural e apreendeu mais cinco plantas, além de outra que estava secando em um guarda-roupa e um pote com a droga já preparada.

Ainda de acordo com informações do boletim, Flávia disse aos policiais que fazia o cultivo da droga para fins medicinais e negou que a planta seria comercializada. O celular foi apreendido para investigação e as duas propriedades foram periciadas.

Flávia foi levada para a Central de Polícia Judiciária de Marília, onde a ocorrência foi registrada, e passará por audiência de custódia.

ÁGIL DPVAT