Secretaria Municipal da Saúde realiza testagem rápida de alunos da “Emef Thereza Coletti Ometto” em Araras, SP

Aplicação dos testes, que oferecem informações sobre anticorpos Igm e IgG, visa levantamento epidemiológico; Ação é parceria com a FHO e Educação.

A Secretaria Municipal da Saúde de Araras (SP), realizou na manhã desta quarta-feira (25), testagem para Covid-19 de alunos com idades entre 12 e 17 anos, da “Emef Thereza Coletti Ometto”, no Jardim Nossa Sra. Aparecida, região norte do município. A informação foi divulgada pela Prefeitura Municipal. 

A pasta realizou exames rápidos em adolescentes que nunca testaram positivo para a doença e ainda não foram vacinados, com o objetivo de identificar a presença de anticorpos no sangue dos pacientes, que são produzidos pelo sistema imunológico após o contato com o novo coronavírus. A testagem visa levantamento epidemiológico da doença.

“Essa ação acontece com a testagem dos alunos na faixa etária de 12 a 17 anos e mais uma vez, com o apoio da FHO e da Secretaria Municipal de Educação. A aplicação dos testes rápidos não visa somente à busca de pacientes em fase ativa da doença, ou seja, em fase de transmissão, mas também a realização de um levantamento epidemiológico, rastreando pessoas que tiveram a doença e não apresentaram sintomas, por exemplo, permitindo a análise do comportamento do vírus ao longo do tempo, nos oferecendo dados para planejar, executar e avaliar as ações de saúde em diferentes regiões e grupos etários”, explicou a enfermeira do Núcleo de Apoio em Educação e Saúde (NAES) da Secretaria de Saúde, Erika Freitas.

As positivações para IgM e IgG estão relacionadas ao momento em que os anticorpos são produzidos. Anticorpos IgM são os que aparecem primeiro, sendo relacionados a infecções recentes. Muitas vezes, sua presença sinaliza que o paciente está na primeira fase da doença, ou seja, ainda possui o vírus.

Já os anticorpos IgG são produzidos posteriormente. Eles indicam que a infecção se deu há algum tempo. Quando o teste apresenta resultado negativo, significa que o paciente ainda não teve contato com o SARS-CoV-2.

“O objetivo da ação é traçar perfil epidemiológico nessa faixa etária, trazendo mais segurança às crianças, escolas e também aos pais. Esse teste identifica dois tipos de anticorpos, com os quais é possível identificar o momento da infecção. Se a infecção estiver ativa, com IgM positivo, a criança é imediatamente afastada e acionamos a Vigilância Epidemiológica”, comentou a coordenadora de Enfermagem da Atenção Primária em Saúde.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT