Semana começa com temperaturas baixas e previsão de chuvas em Araras, SP

De acordo com a empresa de meteorologia, a queda na temperatura se deve a uma nova massa de ar polar com origem na Argentina que chegou ao país às vésperas do feriado prolongado da Páscoa.

A semana começa com temperaturas mais baixas nos próximos dias sobre a cidade de Araras (SP). A segunda-feira (18), deverá ser de sol e aumnto de nuvens pela manhã com pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica abert.

De acordo com o CLIMATEMPO, a temperatura máxima deve chegar aos 25 graus, enquanto a mínima deve atingir 13 graus. Já na terça-feira (19) e na quarta-feira (20), haverá sol com algumas nuvens e não chove. Confirma mais detalhes no site: https://www.climatempo.com.br/previsao-do-tempo/15-dias/cidade/795/araras-sp

Nova massa de ar polar

De acordo com a empresa de meteorologia, a queda na temperatura se deve a uma nova massa de ar polar com origem na Argentina que chegou ao país às vésperas do feriado prolongado da Páscoa.

O professor e pesquisador do Departamento de Geografia e do Programa de Pós Graduação em Geografia da UFPR (Universidade Federal do Paraná), Wilson Roseghini, afirma que essas oscilações de temperatura são comuns nas chamadas estações de transição, ou seja, no outono e na primavera.

“No caso, estamos saindo de uma estação mais quente, que é o verão. Então, ainda existem pulsos de calor, resultado das massas de ar mais quente que atuam durante o verão e ainda estão atuando”, afirma.

“Na natureza, não se vira uma chave de ligar e desligar — no sentido de que, assim que entra o outono, automaticamente, começa-se a ter temperaturas mais baixas. Ainda mais porque a maior parte do país está dentro de uma faixa tropical, então é natural que haja uma tendência a temperaturas mais quentes. Em países como o Chile e a Argentina, por exemplo, onde predominam mais os climas temperados, essa transição entre estações é mais bem definida do que em países como o Brasil”, completa. 

Roseghini ressalta que, quanto mais ao sul é um local e quanto maior a altitude em relação ao nível do mar ele está, antes começa-se a sentir os efeitos de transição do verão para o outono. Enquanto em São Paulo, por exemplo, tem estado mais calor nos últimos dias, Curitiba vem registrando temperaturas mais frias desde 20 de março. A cidade do Rio de Janeiro, por sua vez, localizada mais ao norte em relação a São Paulo, deve demorar um pouco mais para sentir os efeitos da chegada da estação.

Por causa do aumento da temperatura global, a tendência, no entanto, é que, de forma geral, pessoas do mundo todo passem a demorar mais para sentir os efeitos do início do outono e que o inverno fique cada vez mais curto em relação aos anos anteriores, destaca o professor. Quem estiver dentro da faixa tropical, como nós, perceberá esse efeito com ainda mais intensidade.

Principais cuidados com a saúde no outono

Alguns hábitos para cuidar da saúde no outono aumentam a proteção contra doenças em qualquer estação. É preciso fortalecer as defesas do corpo e atentar-se para os possíveis focos de contaminação. Confira as dicas a seguir:

1. Tenha uma alimentação equilibrada

Manter uma alimentação equilibrada ajuda a manter o sistema imunológico fortalecido. Também é essencial manter uma boa ingestão de água, pois ela auxilia nos processos fisiológicos e metabólicos do organismo. 

2. Lave as mãos

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o simples ato de lavar as mãos reduz em até 40% o risco de contrair doenças como gripe, conjuntivite e dor de garganta. Por isso, lave as mãos com água e sabão várias vezes durante o dia, pois isso evita o acúmulo de bactérias.

3. Evite aglomerações

Uma das principais causas de doenças virais no inverno é a convivência com um grande número de pessoas em lugares fechados. Sempre que estiver em um ambiente superlotado, lembre-se de abrir as janelas do lugar para promover a circulação do ar e reduzir as chances de contaminação.

4.  Use o umidificador de ar

Para driblar os efeitos do tempo seco e da concentração de poluentes na atmosfera, o uso de aparelhos umidificadores é a melhor opção Você também pode adotar métodos caseiros que ajudam a deixar o ar menos carregado, como espalhar bacias de água pela casa ou pendurar uma toalha molhada no quarto. O cultivo de plantas também é uma maneira natural de umedecer a casa, já que parte da água acumulada nos pratos e na terra evapora para o ambiente.

5. Higienize as roupas de cama, mesa e banho

Ácaros, fungos, poeira, bactérias e outros micro-organismos ganham força quando a limpeza do ambiente doméstico não é adequada, podendo tornar-se desencadeadores para o aparecimento de alergias. Por isso, evite guardar roupas molhadas, troque os lençóis e toalhas de mesa e banho pelo menos uma vez por semana e evite deixá-los expostos o dia inteiro.

6. Faça exames de rotina

Pessoas com problemas crônicos, especialmente os cardíacos, devem fazer os exames de rotina e procurar atendimento médico sempre que notar sinais de alerta, como dor na região torácica, falta de ar, dor de cabeça forte, náuseas e tontura. 

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP