Servidor público municipal que teve auxílio emergencial sacado em seu nome, afirma que não fez o pedido e procura a polícia em Araras, SP

Ele afirma que não realizou pedido de auxílio e que seus dados foram utilizados de forma fraudulenta.

Um servidor público municipal esteve sexta-feira (24) na Central de Polícia Judiciária, onde registrou um boletim de ocorrência (leia abaixo) dizendo que tomou ciência através da Prefeitura Municipal, que haviam utilizado seus dados para conseguirem o auxílio emergencial do Governo Federal.

Segundo consta, ele foi avisado pelo setor de Recursos Humanos, uma vez que o tribunal de contas de São Paulo, enviou um relatório a prefeitura de Araras com 68 nomes de funcionários públicos que tiveram auxílio emergencial, e poderão ser exonerados por isso.

clique na imagem e saiba mais

Ele afirma que não realizou pedido de auxílio e que seus dados foram utilizados de forma fraudulenta. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e também pela Prefeitura Municipal que abriu sindicância para apuras os fatos.