Sogra manda matar nora por não aceitar namoro do filho

PUBLICIDADE

Yeimy Rodriguez foi encontrada morta a facadas no dia 5 de julho.

Tereza de Jesus Hernandez Beomon, uma imigrante venezuela de 37 anos, foi presa preventivamente nesta segunda-feira (18), acusada de mandar matar a sua nora, a também venezuelana Yeimy Rodriguez, de 27 anos, no bairro Mauazinho, em Manaus, Amazonas.

De acordo com as investigações, a mulher não aceitava o relacionamento por achar que seu filho, de 17 anos, era novo demais para se envolver com Yeimy. Ela foi encontrada por crianças morta em sua casa, no último dia 5 de julho. A vítima estava com marcas de golpes de faca, e os objetos da casa estavam revirados, o que indica que ela entrou em luta corporal contra o assassino.

PUBLICIDADE

Segundo informações do portal G1, o executor do crime seria o namorado de uma parente de Tereza, chamado Andreas Muñoz. Ele confessou à polícia ter matado Yeimy em troca de R$ 300, oferecido por Tereza. Andreas nega que o namorado da vítima tenha participação no crime.

De acordo com a delegada Deborah Barreiros, testemunhas ouvidas pela polícia disseram que a sogra e a nora discutiam com frequência. Há relatos de agressões e de uma ameaça com faca por parte de Tereza, feita em público. A suspeita, contudo, nega as acusações, dizendo que, embora não aprovasse a relação, ela vivia em harmonia com Yeimy.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP