Tentativa de roubo a banco termina com dois criminosos mortos e um PM baleado em SP

Segundo a PM, agência do Banco do Brasil, na Lapa, foi alvo de assalto na manhã desta terça (2). Criminosos portavam fuzis. Três integrantes da quadrilha foram presos.

Uma tentativa de assalto a uma agência bancária na Lapa, na Zona Oeste de São Paulo, deixou ao menos dois criminosos mortos, e um policial e uma mulher que passava na rua no momento do crime baleados. Ainda segundo a PM, os assaltantes portavam fuzis.

Na fuga, um dos criminosos invadiu uma ótica e fez uma pessoa refém. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado para atuar na negociação com o criminoso e o caso se encerrou por volta das 12h, quando o criminoso foi preso e um homem que era mantido refém, foi solto, sem ferimentos.

clique na imagem e saiba mais

O assalto

Segundo a PM, o crime começou quando a quadrilha tentou assaltar a agência do Banco do Brasil na Rua Afonso Sardinha, por volta das 9h20.

A policia foi acionada, houve troca de tiros e um policial foi atingido por fragmentos de tiros na cabeça. Ele foi socorrido e encaminhado ao Incor, onde foi entubado e passará por uma cirurgia.

Dois dois suspeitos também foram baleados e morreram, segundo a PM. Outros dois integrantes da quadrilha foram presos neste momento, sendo que um deles está ferido.

O quinto integrante da quadrilha conseguiu fugir e, por volta das 11h30, mantinha uma pessoa refém em uma ótica. Meia hora depois ele foi preso e o refém, solto.

Em nota, o Banco do Brasil informou que está colaborando com as investigações (veja, abaixo, a nota do banco sobre o assalto).

Veja a nota do Banco do Brasil sobre o roubo:

“A agência do Banco do Brasil Rua Afonso Sardinha, na Lapa, em São Paulo, suspendeu o atendimento ao público nesta terça-feira (2), após invasão de grupo criminoso, com cerco policial subsequente. O incidente já foi encerrado sem funcionários feridos ou feitos reféns.

Clientes e usuários da unidade podem buscar atendimento nas demais agências do BB na cidade. O Banco colabora com as investigações para elucidação dos fatos. Mais informações devem ser buscadas junto à autoridade policial”.