Terceiro envolvido no latrocínio do vigilante se apresenta à Polícia Civil em Araras, SP

Crime aconteceu após quadrilha invadir empresa na tarde de sábado (20/06).

O terceiro indivíduo envolvido na morte do vigilante no mês de junho em uma empresa em Araras (SP), se apresentou a Polícia Civil na tarde desta sexta-feira (03). De acordo com informações ele apresentou no Setor de Inteligência, que sob o comando do delegado Tabajara Zuliani dos Santos, vem realizando um intenso trabalho investigativo, restando apenas a prisão do atirador que já está com prisão decretada pela Justiça.

Prisão do primeiro envolvido

clique na imagem e saiba mais

A Polícia Militar prendeu no domingo (21/06) um dos envolvidos no assalto que resultou na morte do um vigia. Ele foi encontrado pelos policiais em uma casa em Cordeirópolis (SP), depois de uma denúncia anônima.

Com ele, foi apreendida uma pistola Taurus 765, que segundo informações da Polícia Civil, teria sido usada pelo grupo em outros assaltos no município e região. A polícia vai investigar se a arma apreendida também foi usada no crime.

Segundo envolvido preso

Na tarde desta terça-feira (23), o Setor de Inteligência da Polícia Civil, recebeu informações que um dos envolvidos na morte do vigilante estaria escondido no Condominio Residencial Arnaldo Mazon, região sul de Araras (SP).

Imediatamente os policiais sob o comando do delegado Tabajara Zuliani dos Santos, diligenciaram até o local, onde obtiveram êxito na prisão do criminoso, que está sendo apresentado neste momento na Central de Polícia Judiciária.

Prisão Temporária

A Justiça decretou a prisão temporária dos quatro envolvidos na morte do vigilante na cidade de Araras (SP). A informação é do delegado Tabajara Zuliani dos Santos (ouça abaixo), que está coordenando as investigações.

O crime aconteceu após quadrilha invadir empresa na tarde de sábado (20), onde o vigilante Antonio José Francisco foi atingido por um tiro no pescoço. Os criminosos fugiram do local levando três celulares dos vigias um veículo modelo Fiesta utilizado na fuga.

A Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados. A vítima foi socorrida para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois de dar entrada no hospital.

O carro usado pelos assaltantes foi encontrado pela PM no bairro do Facão, cerca de dois quilômetros da empresa onde ocorreu o crime.