Transferências da sétima parcela do Auxílio Emergencial 2021 seguem até o próximo fim de semana

Cronograma de pagamento é retomado nesta terça-feira (26) para os aniversariantes de junho e seguem diariamente para os nascidos nos meses seguintes.

O Governo Federal dá sequência às transferências da sétima parcela do Auxílio Emergencial 2021 durante toda esta semana. Nesta terça-feira (26), os aniversariantes de junho que se inscreveram pelos meios digitais e os que integram o Cadastro Único receberão o dinheiro nas contas sociais. O pagamento será diário até ser concluído no domingo (31) para quem nasceu em dezembro. São mais de 25 milhões de contemplados em um investimento de R$ 5,2 bilhões apenas nesta etapa de depósitos.

“Protegemos e amparamos as famílias em vulnerabilidade diante das dificuldades geradas pela pandemia, garantindo uma renda básica a elas. Agora, vamos trabalhar pela emancipação dessas pessoas com uma proposta que é um avanço nos programas de transferência de renda. O Auxílio Brasil integra diversas políticas e oferece estímulo e oportunidades para as pessoas melhorarem de vida”, afirmou o ministro da Cidadania, João Roma, ao destacar o novo programa social do Governo Federal.

Na quarta-feira (27), os aniversariantes de julho terão o Auxílio Emergencial depositado. O cronograma segue para quem nasceu em agosto e setembro na quinta e sexta-feiras, respectivamente. No sábado (30), terão o benefício nas contas sociais os nascidos em outubro e novembro. Os saques da sétima parcela serão liberados entre 1 e 19 de novembro.

Para o público do Bolsa Família, a sétima parcela do Auxílio Emergencial começou a ser paga no dia 18 de outubro e segue com o cronograma de transferência até a sexta-feira (29). São 9,32 milhões de trabalhadores contemplados. Para esse grupo, o valor total da folha de pagamentos é de R$ 2,8 bilhões, com benefício médio de R$ 306,62.

O Auxílio Emergencial 2021 é limitado a uma pessoa por família. Mulher chefe de família monoparental tem direito a R$ 375, e indivíduo que mora sozinho (família unipessoal) recebe R$ 150. A cota para os demais é de R$ 250.

O modelo de escalonamento das transferências e saques, adotado no ano passado, segue sendo executado em 2021, com o objetivo de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa Econômica Federal e nas lotéricas. (Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania)

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP