TransferIDO: empresária quase cai em golpe com falso recibo de Pix

PUBLICIDADE

Jéssica Rodriguez, 24, vendeu R$ 3.200 em roupas, chegou a enviar as peças, mas, no meio do caminho, recebeu comprovante com montagem.

Rio de Janeiro- Uma empresária do Rio de Janeiro compartilhou nas redes sociais uma tentativa de golpe por meio de um comprovante de pagamento falso. O bandido disse que havia realizado um Pix, mas usou uma montagem mal feita, que viralizou. Confira:

Jéssica Rodriguez, 24, é nutricionista e dona de uma marca de roupas no Instagram há três meses. Ela fechou uma venda grande com uma suposta loja interessada em suas peças.

PUBLICIDADE

Quando o golpista enviou um comprovante de pagamento da tela de transferência no valor de R$ 3.200, ao lado da tecla “transferir”, escreveu a palavra IDO, em negrito. A montagem do “transferIDO” viralizou na internet e gerou mais de 200 mil likes.

“Logo depois disso, a loja sumiu. Não existe mais, está desativada. Às vezes, o Pix tem uma instabilidade, demora um pouquinho, mas espere cair para você não passar por nada desse tipo”, aconselhou Jéssica, em suas redes sociais.

De acordo com Jéssica, ela só despacha os produtos mediante pagamento, mas, por ser uma compra grande, combinou que, assim que despachasse, seria paga.

“Eu mandei foto, vídeos ao vivo, explicando que estava mandando e o cliente me disse que, assim que estivesse na metade do caminho, pagaria”, contou a jovem.

“Falei que ia pedir para o motorista voltar, caso o Pix não chegasse. Ele me respondeu que já tinha feito mas não conseguia mandar o comprovante porque o telefone era ruim, estava travando muito. Eu esperei, mas já fui me comunicando com o motorista e pedi que não entregasse nada até que eu confirmasse com o cliente”, relatou.

A pessoa chegou a enviar um primeiro print e Jéssica logo reparou que havia algo errado: “Eu disse que não dava para ver e então ele me mandou novamente. O segundo print é aquela surpresa do ‘transferIDO’”.

Depois do susto, a moça achou graça e decidiu compartilhar a história. “Eu tremia por dentro porque os produtos ainda estavam com o motorista, né? Então liguei rapidamente e pedi pra ele voltar. Ficou tudo bem. Depois que o susto passou, eu ri muito e decidi postar no meu Twitter”, relatou.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP