Tratamento com laser da USP recupera olfato e paladar de pacientes com sequelas da Covid

PUBLICIDADE

Estudo de caso clínico de recuperação total foi publicado na revista científica ‘Journal of Biophotonics’ e contou com a participação de, pelo menos, oito pesquisadores.

Um tratamento com laser desenvolvido pelo Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da Universidade de São Paulo (USP), tem ajudado a recuperar totalmente as sequelas relativas à perda de olfato e de paladar em pessoas que tiveram Covid-19.

O estudo de caso clínico de um desses casos, de uma mulher de 34 anos, foi publicado na revista científica ‘Journal of Biophotonics‘ e contou com a participação de, pelo menos, oito pesquisadores.

O tratamento utiliza um equipamento com base em luz nas faixas do vermelho e infravermelho, desenvolvido pelo Grupo de Óptica do IFSC/USP. De acordo com os pesquisadores, isso é possível porque o laser tem propriedades que ajudam a regenerar as células afetadas pelo coronavírus.

“O laser tem as propriedades de modulação inflamatória, é cicatrizante da pele e de tecido nervoso, tem efeito analgésico e promove aumento da circulação periférica, tudo isso leva a recuperação dos pacientes que têm alteração de olfato e paladar “, explicou o pesquisador do IFSC Vitor Panhoca.

Como é o tratamento

Após contrair Covid-19 em outubro de 2020, a mulher do estudo perdeu o olfato e o paladar. No primeiro mês de 2022, foi iniciado o tratamento, com 10 sessões da aplicação de laser, divididas entre três vezes por semana, o que totalizou 40 dias de tratamento.

PUBLICIDADE

De acordo com as pesquisadoras Viviane Brocca de Souza e Laís Tatiane Ferreira, na primeira consulta a paciente disse que não tinha melhora do quadro de alteração de olfato e paladar durante os meses posteriores à infecção por Covid-19, mas após as sessões de laser, o olfato e o paladar voltaram totalmente ao normal.

O laser foi aplicado de forma intranasal e na lateral da língua. No final dos procedimentos, a paciente relatou recuperação de 100% em ambas as disfunções, tendo readquirido totalmente sua qualidade de vida.

Anosmia

anosmia, como é denominada a perda do olfato e do paladar, é um sintoma muito relatado por pessoas que tiveram Covid-19. Em alguns casos ela é temporária, mas há situações que se torna permanente. Mais de 50 pacientes já passaram pelo tratamento gratuito na Santa Casa de São Carlos. A resposta começa entre a primeira e a terceira sessão.

“A maioria dos pacientes apresentaram perda do olfato e do paladar, muitos tiveram perda total, outros tiveram apenas alteração, confusão de cheiro e sabores desagradáveis”, afirmou Laís.

Oito em cada dez pacientes que passaram pela terapia recuperaram totalmente a capacidade de sentir o cheiro e o gosto. A escritora Celina Bodenmüller, que teve Covid no ano passado, faz o tratamento desde março e já observou uma grande melhora.

“O paladar teve uma grande melhora. Agora, em relação ao olfato, eu percebo que existe uma progressão, não são todos os aromas que voltam de uma vez só, aos poucos eu sinto aromas novos. De pizza e pipoca eu ainda não sinto, mas de chocolate, já sinto”, afirmou.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP