Tribunal de Contas de São Paulo pede plano de combate à crise hídrica ao governo

Onde normalmente estaria a 20 metros de profundidade, hoje se vê pequenas lagoas e fios d'água, que mostram o nível da represa da hidrelétrica de Marimbondo em Guaraci, interior de São Paulo. A represa pertence à barragem da hidrelétrica  de Marimbondo na divisa entre São Paulo e Minas Gerais. Nível da represa do Rio Grande em Guaraci, está com 6.73% da sua capacidade de vazão. No começo do período de estiagem. Segundo site do ONS.

O documento relembra que São Paulo é um dos estados que está na área da bacia hidrográfica do rio Paraná.

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) pediu para que a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (Sima) apresente um plano para combater a crise hídrica no estado. O governo tem um prazo de 15 dias para responder aos questionamentos do Tribunal.

No texto, é questionado o que o estado paulista tem feito para contingenciar a situação relacionada ao baixo volume de água para geração de energia elétrica e quais atitudes estão sendo tomadas para amenizar os impactos ambientais.

O documento relembra que São Paulo é um dos estados que está na área da bacia hidrográfica do rio Paraná, que abrange cerca de um terço da população do país. As regiões em questão concentram grandes centros industriais, que consomem muita energia elétrica.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT