Trio de turistas relata afogamento e resgate no litoral de SP: ‘Ainda sinto o mar me puxando’

Jovens de 16, 21 e 26 anos quase morreram afogados em praia de Bertioga. Uma das vítimas chegou a desmaiar ao chegar à areia após o salvamento.

Um trio de jovens de Guarulhos (SP) foi salvo quando se afogava no mar, em uma praia de Bertioga, no litoral paulista. Dois deles, de 16 e 21 anos, precisaram ser encaminhados a uma unidade de saúde da cidade para receber medicação. Após o susto, uma das vítimas afirmou que demorará até ter coragem de entrar no mar outra vez.

A técnica em radiologia Gabriela Barreira, de 21 anos, narrou como tudo aconteceu. Ela viajou de Guarulhos com outros quatro amigos para passar o fim de semana em uma casa de veraneio em Bertioga. Os cinco chegaram no sábado (6) pela manhã.

No domingo (7), por volta das 14h, o grupo decidiu aproveitar o dia ensolarado na Praia da Vista Linda. Gabriela diz que foi à frente e entrou no mar com os amigos Thiago Maciel, de 16 anos, e Roni Galdino, de 26.

clique na imagem e saiba mais

Ela conta que estava com Thiago no mar, com a água na altura do umbigo, pulando as ondas. Em determinado momento, eles perceberam que a correnteza estava forte e que a água estava na altura do peito dos dois. Uma forte onda passou sobre a cabeça deles e os amigos começaram a se afogar.

O designer Roni, que não estava se afogando naquele momento, conta que percebeu os amigos em perigo e tentou ajudá-los. “A Gabriela estava a cinco metros de distância. Quando vi o mar a puxando, ouvi ela gritando por ajuda”, contou. “Nesse momento, fiquei me perguntando ‘caramba e agora? Vou ajudar ou peço ajuda?'”, diz.

Banhistas que estavam no local acionaram os guarda-vidas para resgatar os jovens. Eles apareceram pouco tempo depois e conseguiram colocar boias em Gabriela, Roni e, por último, em Thiago, que estava mais ao fundo. “Foram os piores dez minutos da minha vida. A única esperança que eu tive foi o bombeiro, que literalmente chegou do nada e prendeu a boia em mim e foi me puxando”, conta Thiago Maciel.

Chegando à areia, Thiago desmaiou, enquanto Gabriela vomitou algumas vezes. Os dois foram encaminhados a uma unidade de saúde, medicados e liberados em seguida. Roni não precisou de atendimento. Os três passam bem.

Roni Galdino, Gabriela Barreira e Thiago Maciel (da direita para a esquerda) antes de incidente no mar — Foto: Arquivo Pessoal/Roni Galdino

‘Estado de choque’

Gabriela afirma que ainda está traumatizada com a situação. “Só deitei [na areia, no momento em que foi salva] porque estava em estado de choque. Eu sentia meu corpo inteiro formigar”, conta. “Eu quase não respirava, só gritava. Perdi minhas forças e achei que fosse morrer. É desesperador achar que você pode morrer em segundos. Estou traumatizada. Fecho o olho e ainda vejo, sinto o desespero, o mar me puxando. Não vou conseguir entrar de novo no mar tão cedo. [Relembro] aquele momento em que você decide se continua lutando contra o mar ou se deixa ser levado”, desabafa.

Mar agitado no litoral paulista

O guarda-vidas temporário David Farias, de 22 anos, foi o primeiro a chegar aos três jovens para salvá-los. Ele foi o responsável por amarrar a boia em Gabriela. Com ele, outros dois guarda-vidas salvaram os jovens e prestaram os primeiros socorros às vítimas.

Ele conta que o mar, neste fim de semana, estava agitado e com correntes marítimas revoltas. Segundo ele, um trabalho de prevenção foi feito com os banhistas para evitar ocorrências de afogamento. “Já era de se esperar que algo acontecesse, mas, graças a Deus, não houve nenhum grau de afogamento grave [em Bertioga]”.

Em São Vicente, no entanto, uma turista escorregou nas pedras na encosta da Praia de Itaquitanduva ao ser atingida por uma onda e desapareceu no mar. O corpo foi encontrado 24 horas após o ocorrido. Outro afogamento aconteceu na praia do bairro Vila Guilhermina, em Praia Grande. Guarda-vidas avistaram uma mulher já desacordada no mar.

ÁGIL DPVAT