TSE vai fechar zonas eleitorais em 5 cidades da região de São Carlos, SP

159

Decisão foi tomada como uma forma de cortar gastos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu fechar 32 zonas eleitorais no Estado de São Paulo, cinco delas na região de São Carlos: Santa Cruz das Palmeiras, Tambaú, Aguaí, São Sebastião da Grama e Pirassununga.

Segundo o TSE, a decisão foi tomada como uma forma de cortar gastos e, para decidir quais zonas eleitorais seriam extintas, foram considerados aspectos como número de eleitores do município, proximidade com cidades vizinhas e praticidade de deslocamento para novas zonas eleitorais.

Com a mudança, Santa Cruz das Palmeiras passará a responder à zona eleitoral de Casa Branca; Tambaú será incorporada à zona eleitoral de Santa Rita do Passa Quatro; Aguaí será incorporada a São João da Boa Vista; São Sebastião da Grama fará parte da zona de Vagem Grande do Sul; e Pirassununga, que possui duas zonas eleitorais, passará a ter apenas uma.

Atendimento

Nas cidades que perderão zonas eleitorais, os cartórios funcionarão como postos avançados por pelo menos dois anos, ou seja, por enquanto, não será preciso ir a outro município para ter acesso aos serviços.

“Todos os serviços disponíveis no cartório eleitoral vão continuar, com os mesmos funcionários inclusive, no primeiro momento. Certidões, emissão de título continuam no mesmo lugar, o prédio continuará no mesmo lugar. Os locais de votação também não mudam, então eu voto em tal escola eu continuo lá”, afirmou o chefe do cartório de São João da Boa Vista, Domenico Costa.

Ele também explicou que a mudança terá reflexos muito mais no âmbito operacional do que para o público. A prestação de contas de partidos e outros processos relacionados à Justiça Eleitoral referentes às zonas fechadas, por exemplo, ficarão centralizados nas zonas mantidas, o que pode gerar redução de despesas com juízes e promotores.