Turistas são salvos em mata após jovem ‘se confundir’ e pular em poço no litoral de SP

De acordo com a PM, o pedido de socorro ao Corpo de Bombeiros foi feito por meio de um aparelho de rastreio pessoal via satélite.

Dois turistas foram resgatados pelo helicóptero Águia da Polícia Militar em uma região de mata na altura da cidade de Pedro de Toledo, no interior de São Paulo, conforma imagens obtidas pela nossa reportagem nesta quarta-feira (27), onde mostram as vítimas sendo salvas com um equipamento de guincho elétrico.

De acordo com a PM, um dos rapazes pulou em um poço achando que era fundo, mas se enganou, ferindo o tornozelo e sendo incapaz de continuar a trilha. Segundo informado, os rapazes eram moradores do bairro de Santo Amaro, em São Paulo. As informação iniciais chegaram até os policiais militares por meio do 6º GB do Corpo de Bombeiros.

Inicialmente foi informado aos PMs que quatro vítimas estavam perdidas na mata. Porém, chegando ao local, as equipes constataram que haviam somente duas, sendo que uma delas tinha uma luxação no tornozelo, motivo que impossibilitou os dois de prosseguirem na trilha.

clique na imagem e saiba mais

De acordo com a Polícia Militar, os turistas faziam uma trilha que saia da cidade de Juquitiba com destino à Miracatu. Um deles pulou em um poço que achava ser fundo e, por este ser raso, bateu bruscamente os pés no solo, resultando num entorse no tornozelo.

Outros dois rapazes que estavam com os dois turistas decidiram buscar ajuda. O pedido de socorro ao Corpo de Bombeiros foi feito por meio de um aparelho de rastreio pessoal via satélite (SPOT) que auxiliou no ponto exato para a localização com a aeronave.

Segundo a PM, as duas vítimas tinham idade aproximada entre 22 e 24 anos. As vítimas informaram aos policiais que o grupo entrou na mata em 24 de janeiro, um dia antes do resgate. Os dois rapazes foram resgatados pela equipe da base da Aviação, em Praia Grande, por meio do equipamento guincho elétrico.

As vítimas foram entregues à equipe do Corpo de Bombeiros, e, em seguida, encaminhadas a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Peruíbe, onde receberam atendimento médico.

ÁGIL DPVAT