Um quarto da população brasileira vive com menos de R$ 420 por mês

As mulheres pretas e pardas são as mais vulneráveis: 27,2 milhões vivem abaixo da linha da pobreza.

No ano passado, um quarto da população brasileira (52,5 milhões de pessoas) vivia com menos de R$ 420 por mês, o que caracteriza situação de pobreza. A informação é da Síntese de Indicadores Sociais 2019, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A mesma pesquisa também aponta que 13,5 milhões de pessoas (6,5% dos brasileiros) viviam em 2018 com renda mensal per capita menor que R$ 145, ou seja, na extrema pobreza. Esse número é superior à população inteira de países como Bolívia, Bélgica, Cuba, Grécia e Portugal.

A pobreza atinge principalmente a população preta ou parda, que representa 72,7% dos pobres (38,1 milhões de pessoas), em especial as mulheres pretas ou pardas (27,2 milhões estão abaixo da linha da pobreza).

O valor do indicador de pobreza do Bolsa Família é de R$ 89, porém este benefício não é suficiente para tirar as pessoas da extrema pobreza. De acordo com o indicador estabelecido pelo Banco Mundial, as pessoas que recebem US$ 5,50 por dia são consideradas pobres, e quem recebe US$ 1,90 é considerado extremamente pobre.

Fonte: IBGE