Unidade prisional intensifica testagem de HIV e sífilis

No Dezembro Vermelho, ação realizada na Penitenciária I de Pirajuí faz parte do programa ‘Fique Sabendo’ e testou mais de 600 presos.

A Penitenciária I “Dr. Walter Faria Pereira de Queiróz” de Pirajuí, em parceria com a Vigilância Epidemiológica municipal, realizou, nos dias 1º, 3 e 4 de dezembro, a Campanha Nacional de Testagem de HIV e Sífilis “Fique Sabendo – 2020”. Ao todo, foram realizados 607 testes usando técnicas por fluído oral e punção digital para HIV, além de 19 testagens rápidas para detecção de sífilis.

A ação faz parte do Dezembro Vermelho, mês dedicado à conscientização para o tratamento precoce da síndrome da imunodeficiência adquirida e de outras infecções sexualmente transmissíveis. A campanha realizada no presídio busca, portanto, promover o acesso dos reeducandos aos exames e obter diagnóstico prévio dessas doenças.

É o que explica a diretora do Núcleo de Atendimento à Saúde (NAS) da Penitenciária I de Pirajuí, Mariani Pires Vita Valentim. “Ao descobrir o HIV logo no início, é possível oferecer um tratamento eficaz e aumentar significativamente a qualidade de vida dos pacientes. Já a sífilis tem cura”, destaca Valentim.

clique na imagem e saiba mais

Acompanhamento

Os presos que testarem positivo receberão acompanhamento da equipe multiprofissional de saúde do estabelecimento penal, bem como encaminhamento para os serviços especializados, como o Centro de Referência em Moléstias Infecciosas (CRMI).

A diretora ressalta, ainda, que todo o procedimento envolvendo os exames é feito na própria unidade prisional, que conta com equipamentos e profissional para realização dos testes.