Univesp: Projeto valoriza aprendizado de História e Geografia no Ensino Fundamental

Alunas criaram material para atualizar práticas pedagógicas; grupo desenvolveu curso online de formação docente continuada.

As estudantes de Pedagogia, do polo de Lençóis Paulista (SP), Amanda Lopes, Andressa da Silva, Daiany Tanamachi, Jaqueline Aguilera, Liciane Mansano e Maria Jussara da Silva, da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), apresentaram no último semestre o Projeto Integrador (PI) “Formação Docente: uma estratégia para trabalhar o ensino geo-histórico no ensino fundamental”.

O trabalho, com tutoria de Gabriele Martins de Camargo, tem a proposta de despertar nos docentes a relevância da História e da Geografia na formação dos alunos, além de criar estratégias para atualizar, por meio da tecnologia, o ensino das matérias.

clique na imagem e saiba mais

O desenvolvimento da iniciativa surgiu após a equipe enviar o questionário “A importância do estudo das disciplinas de Ciências Humanas na visão do professor dos anos iniciais” a coordenadores pedagógicos de escolas públicas de Bauru, município próximo ao polo.

Métodos

Na pesquisa, foi identificado que muitos educadores poderiam aperfeiçoar os conteúdos das aulas de História e Geografia com a utilização de novos métodos de ensino, como a tecnologia, e apresentação de temas atuais às crianças.

De acordo com o relatório final do PI, “a despretensão em abordagens que envolvam essas disciplinas, pode impossibilitar ao aluno a percepção de sujeito ativo na construção histórica, assim como distanciar a identificação de costumes e culturas advindas de diferentes povos”. Para alterar esse cenário, as estudantes criaram um curso online de formação docente continuada, como alternativa para atualização das práticas pedagógicas.

O material foi elaborado no Google Sites, ferramenta estruturada de criação de wikis e páginas da Web. Foram inseridas informações sobre o curso de capacitação, com a disponibilidade do Módulo 1- Os desafios do ensino geo-histórico na escola contemporânea, com duas horas de duração. O tema convida o docente a refletir sobre o momento atual da sociedade, o novo perfil do professor e o uso de tecnologias nesse panorama.

Videoaula COVID-19

Outra ação produzida para o primeiro módulo do curso foi uma videoaula sobre a COVID-19. A apresentação tem informações referentes ao coronavírus, povos, culturas e costumes alimentares da China, e comparação com outra pandemia, em diferentes espaços e tempos.

Para o grupo, adaptar-se ao novo cenário é fundamental para que a educação não seja prejudicada. “Reinventar e utilizar novos métodos de ensino é imprescindível para que, ainda em meio à pandemia, o profissional docente possa desenvolver seu papel com excelência, o que reflete nos alunos, aumentando a possibilidade de tornarem-se agentes de mudanças positivas no futuro”, destacam as estudantes.