Vantagens e cuidados para ter com fundos multimercados

Fundos multimercados fornecem diversificação entre diversas classes de ativos, mas é preciso saber escolher bem e entender seu nível de risco como investidor. Os fundos multimercados são uma variedade de fundos que possuem um pouco mais de liberdade na hora de alocar os seus investimentos.

Diferentemente de outros tipos de fundos, como imobiliários ou de renda fixa, que só podem alocar os ativos em imóveis e ativos de renda fixa, respectivamente, os fundos multimercados podem alocar seu capital em várias classes de ativos.

Por exemplo: um mesmo fundo multimercado pode investir em aplicações de renda fixa, ações, câmbio e até mesmo cotas de outros fundos.

Quais são os tipos de fundos multimercados?

Existem três tipos de fundos multimercados, cada um deles com suas particularidades e estratégias. O primeiro deles é o fundo de alocação, que divide sua alocação de capital em várias classes de ativos.

Dentro dos fundos de alocação, existem os fundos balanceados (que possuem uma estratégia pré-determinada e não permitem alavancagem) e os fundos dinâmicos (podem se alavancar e possuem maior flexibilidade para alocar seus ativos).

Em segundo lugar, existem também os fundos de estratégia, que possuem vários tipos de estratégias, baseando-se em cenários tanto de médio quanto de longo prazo. Esses fundos podem modificar seus métodos com mais rapidez, caso seja necessário.

Por fim, os fundos de investimentos no exterior devem cumprir o requisito de, no mínimo, 40% do patrimônio líquido em ativos financeiros de outros países, como ações, REITs, moedas estrangeiras e outros.

Quais são as desvantagens dos fundos multimercados?

Os fundos multimercados possuem uma série de taxas e são tributados, sendo esse uma desvantagem desse tipo de fundo. Por exemplo: muitos desses fundos cobram taxa de administração, que é o custo que o gestor tem para gerir os ativos. De forma geral, eles cobram de 1 a 4% ao ano.

Além disso, existe uma taxa de performance. Caso o fundo supere o seu benchmark (ou seja, o seu índice de referência), uma porcentagem desse lucro fica para o fundo. De forma geral, a taxa de performance gira em torno de 20%.

No momento do resgate, o investidor precisa pagar um imposto sobre a renda. O tributo varia de 22,5% (em até 180 dias) até 15% (acima de 720 dias).

Por fim, é cobrada uma pequena tributação a cada seis meses, que ocorre nos meses de maio e novembro. Ela só ocorre caso o fundo tenha lucro.

Quais são as vantagens dos fundos multimercados?

Apesar da desvantagem no campo tributário, os fundos multimercados possuem dois grandes benefícios.

O primeiro deles é a diversificação: ao investir em um fundo multimercado, o investidor está diversificando seu dinheiro em várias classes de ativos, como renda fixa, moedas, ações e até mesmo outros fundos.

Ou seja: apenas com um investimento, é possível diversificar seu capital de forma a correr menos riscos.

Além disso, o investidor que coloca seu dinheiro em um fundo desse tipo passa a ter o seu capital administrado por um gestor, um profissional especializado no mercado financeiro.

Graças a sua formação e experiência, esse tipo de profissional costuma fazer uma alocação de ativos mais eficiente do que o investidor pessoa física.

Por fim, os fundos multimercados têm acesso a investimentos de melhor qualidade. Por exemplo: muitos dos melhores CRIs, CRAs, debêntures e outros ativos são oferecidos apenas aos investidores institucionais.

Quais cuidados tomar na hora de investir em um Fundo Multimercado?

Talvez o maior erro na hora de escolher um fundo multimercado seja olhar apenas para a rentabilidade. Por exemplo: muitos investidores veem um retorno elevado de curto prazo em um fundo multimercado e não pensam duas vezes em alocar seu capital nesse fundo.

No entanto, é preciso verificar se o fundo consegue manter essa rentabilidade ao longo do tempo, ou se essa valorização expressiva ocorreu apenas uma vez.

Além disso, é preciso verificar a volatilidade desses resultados. Muitos investidores não gostam de ver seu dinheiro caindo de valor de forma brusca, ainda que, no longo prazo, a rentabilidade seja tenda a ser maior.

Sendo assim, o investidor deve conhecer seu perfil de investidor antes de selecionar qual é o melhor fundo multimercado para se investir.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP