Vereadores e assessores testam positivo para Covid-19 e Câmara Municipal suspende atividades em Rio Claro, SP

Adriano La Torre (PP) e Rogério Guedes (PSL), além de dois assessores, tiveram resultados confirmados nesta terça-feira (30). Serviços presenciais devem voltar em 13 de julho.

Por G1 São Carlos e Araraquara

A Câmara Municipal de Rio Claro (SP) suspendeu todas as atividades presenciais a partir desta terça-feira (30), após vereadores e assessores testarem positivo para Covid-19.

A medida, que tem como objetivo conter a proliferação da doença dentro dos gabinetes e departamentos, deve valer até 13 de julho, quando completam-se 14 dias de quarentena. Os vereadores que estão entre os casos confirmados são Rogério Guedes (PSL) e Adriano La Torre (PP).

clique na imagem e saiba mais

O chefe de gabinete de La Torre, Rogério Gouveia, informou que o vereador teve tosse e fez o teste na quinta-feira (25). Desde então, está cumprindo isolamento em casa. Já o vereador Rogério Guedes informou que ele e dois assessores do seu gabinete que também testaram positivo estão bem e seguindo as determinações de isolamento em suas casas. As identidades dos assessores não foram divulgadas.

Até a noite de segunda-feira (29), Rio Claro registrou 32 mortes pelo novo coronavírus e totaliza 824 casos da doença.

Suspensão

De acordo com o comunicado emitido pela Câmara Municipal, o acesso à Casa está proibido e as instalações vão passar por processo de descontaminação a partir desta terça e todos os funcionários foram orientados sobre os cuidados de isolamento social.

Neste período, os servidores irão manter seus trabalhos remotamente em casa para que as atividades do legislativo não sejam suspensas. Contudo, nessas duas semanas, não haverá sessões ordinárias e extraordinárias.

De acordo com o presidente André Godoy, na volta da quarentena, todos os funcionários (efetivos e comissionados) serão testados.