Vigilante que matou barbeiro a facadas diz à polícia que ‘perdeu a cabeça’ ao ver mulher beijando vítima

Ele alega que não premeditou o crime e que agiu na emoção ao ver a cena de traição dentro da barbearia da vítima. Inquérito foi finalizado com indiciamento por homicídio qualificado.

O vigilante de 37 anos que perseguiu a pé e matou a facadas o barbeiro Fábio da Silva Melo, conhecido como Fábio Corleone, em Paraguaçu Paulista (SP), na tarde desta terça-feira (8), disse à polícia que “perdeu a cabeça” ao ver a esposa beijando a vítima.

Segundo as investigações da Polícia Civil, o flagrante da traição teria acontecido no Bairro Francisco Roberto, onde fica a barbearia da vítima. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o vigilante invadiu o local trabalho da vítima, a barbearia que fica na Rua Paraíba, e saiu correndo atrás do barbeiro. 

Ainda no vídeo, logo após o início da perseguição pelas ruas, é possível ver que uma mulher deixa a barbearia de moto. Segundo o delegado João Fernando Pauka Rodrigues, que comanda as investigações, o assassino negou qualquer premeditação do crime, mas admitiu seu caráter passional.

Em depoimento, o vigilante disse que, ao ver a ceno do beijo, perseguiu o barbeiro, foi ofendido por ele e, por isso, cometeu o crime. O delegado diz ainda que, com a oitiva de outras testemunhas relacionadas ao assassino e à vítima, o inquérito foi concluído e enviado ao Poder Judiciário, já com manifestações do Ministério Público e da defesa.

O relatório final da Polícia Civil aponta indiciamento do vigilante por homicídio qualificado, com uso de recurso que dificultou a defesa da vítima. Até o início da tarde desta quarta-feira (9), ainda não havia sido definida a conversão da prisão em flagrante em preventiva.

O crime

Após invadir com o carro a barbearia de Fábio Corleone, o vigilante iniciou uma perseguição à vitima, correndo a pé por vários quarteirões. A perseguição terminou na Rua Rachid Rosa, no Jardim das Oliveiras, onde o barbeiro é esfaqueado.

Fábio Corleone chegou a ser socorrido pela equipe do Corpo de Bombeiros e levado até o Pronto-Socorro de Paraguaçu Paulista, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O criminoso retornou para pegar o carro e fugiu em sentido a Maracaí, mas foi acompanhado por testemunhas, que ligaram para a Polícia Militar indicando sua localização. Os policiais militares efetuaram a prisão do suspeito na cidade.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT