Vírus mortal volta a aparecer no Estado de São Paulo após mais de 20 anos

clique na imagem e saiba mais

Uma pessoa morreu em Sorocaba após ser infectada por uma doença conhecida como ‘febre hemorrágica brasileira’.

O Ministério da Saúde divulgou, na última segunda-feira (20), que uma pessoa morreu após ser infectada por uma doença conhecida como ‘febre hemorrágica brasileira’. Nenhum caso do tipo havia sido registrado no país há mais de 20 anos. A doença também é conhecida como ‘arenavírus’.

De acordo com o Ministério Público, a notificação veio por parte da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Para se ter ideia de quão raro é o vírus, apenas outros três casos (2 em SP e 1 no PA) foram registrados em toda a história. Nesta ocorrência, o paciente estava em Sorocaba quando foi diagnosticado.

Por meio de nota divulgada à imprensa, o Ministério da Saúde garantiu que não há motivo para alarde. “Nesse momento, não há risco para trânsito de pessoas, bens ou mercadorias a nível nacional ou internacional”, explicou por meio de nota.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, os sintomas da doença podem ser confundidos com os de várias outras enfermidades. Entre eles estão mal-estar, manchas vermelhas no corpo, febre, dores musculares, na garganta, no estômago e atrás dos olhos, além de sangramento de mucosas e até alterações neurológicas.

O Ministério explica, ainda, que a doença é contraída, possivelmente, por meio da inalação de partículas formadas a partir da urina, fezes e saliva de roedores infectados. “A transmissão de pessoa para pessoa pode ocorrer quando há contato muito próximo e prolongado ou em ambientes hospitalares, quando não são utilizados equipamentos de proteção”.

Para ler o comunicado do Ministério da Saúde na íntegra, basta clicar aqui.