Visando economia de R$ 200 mil por ano, Prefeitura Municipal adquire equipamentos de segurança do trabalho em Araras, SP

Até o momento, empresas terceirizadas eram contratas para realizar medições devido à necessidade de renovação de laudos e documentos.

A equipe do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), por meio da Secretaria de Administração (SMA), adquiriu equipamentos de avaliação ambiental, com o objetivo de promover a saúde e segurança no trabalho para os servidores e economia aos cofres públicos. Três equipamentos foram adquiridos: um medidor de Stress Térmico, um Dosímetro e um Luxímetro.

Até o momento, o Executivo Municipal tinha que contratar empresas terceirizadas para realizar medições e avaliações de calor, ruído e iluminação em ambientes internos de trabalho, o que custava em torno de R$ 200 mil por ano, devido à necessidade de renovação de laudos e documentos. Agora, o serviço poderá ser realizado pela equipe técnica do SESMT.

“Os equipamentos, que foram adquiridos pela Administração, custam em torno de R$ 8 mil. A contratação de uma empresa especializada para elaboração dos laudos e documentos custaria aproximadamente R$ 200 mil. Ou seja, com a aquisição dos equipamentos e a utilização de mão de obra especializada interna, traremos uma economia significativa à Prefeitura”, explicou João Paulo Rissi, da SMA.

O medidor de Stress Térmico ou termômetro de globo tem o objetivo de medir o calor radiante existente no ambiente de trabalho. É bastante usado em lugares onde o calor é intenso. O seu uso é muito importante para que o limite das regulamentações (NR 15 e NHO 6) não seja ultrapassado.

O Dosímetro é um dispositivo que tem como função medir a exposição de um indivíduo à radiação, ruído e vibração excessivos. Por fim, o Luxímetro tem o objetivo de verificar a quantidade de luminosidade nos ambientes.

As medições e quantificações realizadas no ambiente de trabalho têm como principal finalidade mensurar os riscos aos quais os trabalhadores estão expostos. As análises incluem medições e quantificações tanto de fatores diretos, quanto indiretos e são obrigatórias para toda e qualquer empresa que admita funcionários no regime CLT. Existem regulamentações para os diversos fatores de exposição, que devem ser medidas e adaptadas a fim de preservar a saúde dos trabalhadores.

“O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) é fundamental para garantir que os servidores estejam seguros e confortáveis na realização de suas funções. Quando a prevenção a acidentes se torna prioridade, os colaboradores se sentem mais seguros e valorizados, aumentando também sua produtividade. Ao alinharmos todas essas questões
à economia gerada por esse investimento, entendemos sua grande importância”, comentou o prefeito de Araras, Pedrinho Eliseu.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT