Vizinhos cantam parabéns pela janela para idosa que teve festa de 99 anos cancelada por conta do novo coronavírus

Altair de Almeida completou 99 anos e teve festa desmarcada por conta das medidas de isolamento, mas familiares e vizinhos se juntaram para uma surpresa.

A pandemia do novo coronavírus frustrou os planos de Altair Magalhães de Almeida para o seu aniversário de 99 anos, no sábado (21). Moradora de um edifício no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife, ela já tinha comprado roupa, contratado bufê e pensado em tudo para comemorar com amigos e familiares.

Os encontros precisaram ser cancelados por conta das medidas de isolamento para evitar a disseminação da Covid-19, doença causada pelo vírus, mas os vizinhos ajudaram a planejar uma surpresa: uma festa pela varanda, em meio ao isolamento.

clique na imagem e saiba mais

Os integrantes mais jovens da família cantaram parabéns para a matriarca do hall do prédio e os vizinhos acompanharam das suas janelas e varandas. A alegria pela surpresa em uma das suas datas prediletas era nítida no rosto de dona Altair.

“O rapaz da portaria interfonou e disse para ir na varanda. Quando cheguei estava aquela festa. Foi uma comemoração extraordinária. Achava que meu aniversário ia ficar sem nada e me fizeram essa surpresa”, contou.

O plano inicial era festejar a data das 16h às 22h, mas ela decidiu que o melhor era respeitar as recomendações da campanha de prevenção ao novo coronavírus e suspender a comemoração. “Todo ano comemoro. Um aniversário simples, mas a família é muito grande. São oito filhos, mais de 30 pessoas”, explicou.

Depois do compartilhamento do vídeo da comemoração pelas redes sociais e aplicativos de mensagens, ela disse que recebeu mais de 100 telefonemas. “Tinha gente até que eu não conheço mandando parabéns, ligando e dizendo que foi uma festa muito bonita”, orgulhou-se.

Por conta da idade, dona Altair segue rigorosamente o isolamento. Ela atualmente tem contato com apenas duas pessoas. Por isso, a festa surpresa seguiu todos os cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus.

O bolo, por exemplo, foi embalado e entregue com instruções para a retirada do plástico e higienização. “Graças a Deus foi tudo bom, mesmo nessa situação. Eu tenho muito cuidado aqui. Em todo canto tem álcool, sabonete, papel toalha. Agora é se cuidar, esperar e rezar pedindo a Deus misericórdia.”

A filha caçula dela, a servidora pública Andreia Almeida, 53, foi quem começou a organizar tudo junto com uma amiga, que é vizinha da mãe dela. Ela contou que todos os anos dona Altair começa a preparação para o aniversário começa meses antes da festa.

“Ela tem muitos amigos. É uma pessoa cheia de vida e de alegria. Compra roupa nova, toalha de mesa nova. Nessas noites de insônia tivemos a ideia de fazer essa cantoria surpresa, encomendar um bolo e convocar os vizinhos”, contou Andreia.