Volta às aulas: Educação estabelece protocolos rígidos de controle sanitário em Araras, SP

Neste primeiro momento, as aulas serão ofertadas em sistema híbrido, presenciais e remotas, seguindo cronograma de revezamento elaborado pelas unidades escolares.

Salas de aula com lotação reduzida. Distanciamento de um metro entre as carteiras. Adoção de diversas medidas de segurança, com tapetes sanitizantes, aferição de temperatura e obrigatoriedade de uso de máscara logo na entrada das unidades escolares. Essas e outras medidas estão sendo adotadas pelas escolas da Rede Municipal de Ensino, que após um ano e meio sem aulas presenciais, voltarão a receber os alunos na próxima segunda-feira (16).

 “Logo na entrada da escola nossos alunos passarão por tapete sanitizante e realizarão a aferição de temperatura, assim como uso do álcool em gel, disponibilizado em totens. Além disso, também teremos kits com máscaras, caso alguma criança esqueça. Tudo para oferecer segurança aos nossos alunos”, explicou a diretora da Emef Prof. Clotilde Russo, Milena Fernanda Silva Locatelli.

Revezamento

Além disso, as escolas receberão os alunos em sistema híbrido, com a capacidade das salas de aula reduzidas para 35% na Educação Infantil, faixa etária creche e de 50% na Pré-Escola, Anos Iniciais, Anos Finais e Educação de Jovens e Adultos. Para isso, as turmas foram divididas e organizadas em sistema de revezamento.

As mesmas regras também valem para os refeitórios: distanciamento de um metro entre mesas e cadeiras e adoção de medidas sanitárias objetivando preservar a saúde dos alunos, inclusive com a oferta de merenda seca, não manipulada por servidores.

“Os refeitórios e salas de aula também sofreram diversas mudanças, com número reduzido e revezamento dos alunos matriculados em dois horários diferentes e com duas turmas em cada horário. Nos refeitórios, as mesas foram dispostas com espaçamento de um metro e também com toda higienização necessária”, comentou Sérgio Prado, vice-diretor da Emeief Nelson Bovo Neto.

Medidas de segurança

Com relação às equipes gestoras, professores e outros servidores públicos, o Plano de Atendimento Escolar também estabelece a adoção de diversas medidas de segurança, com a utilização obrigatória de EPI’s (Equipamentos de Proteção Pessoal) durante todo período e higienização constante.

“Os professores estarão paramentados, fazendo uso de máscaras e óculos de proteção e face shield, além de realizarem higienização das mãos periodicamente e sempre que necessário”, explicou a coordenadora pedagógica da Emef Prof. Paulo Zornoff.

O trabalho é resultado da união entre diversos setores da Prefeitura, como Educação e Saúde, por meio das Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica e visa oferecer um retorno tranquilo e seguro aos alunos. A organização de todos os protocolos, com fluxograma da Saúde, foi realizada durante reuniões realizadas com as equipes gestoras.

“Todas essas orientações foram dispostas no Plano de Atendimento Escolar que está sendo entregue a todos os pais, por meio de cartilha, durantes reuniões escolares nesta semana. Queremos ressaltar, acima de tudo, que estamos de portas abertas para receber todos que ainda tiverem dúvidas sobre esses protocolos”, ressaltou a secretária de Educação, Heleine Villas Bôas Francisco.

Retorno presencial não é obrigatório

É importante destacar que o retorno presencial não é obrigatório neste primeiro momento, já que os pais também poderão optar pelo sistema 100% remoto, onde o aluno cumprirá toda jornada de estudos em casa, com atividades impressas online. Nesse caso, é necessário que a família preencha Termo de Responsabilidade, se comprometendo com a frequência nas aulas remotas, até que a volta presencial seja obrigatória.

“Estamos trabalhando para que esse retorno seja o mais seguro possível. Para isso, aguardamos um momento de maior tranquilidade, com diminuição dos casos de Covid-19 e aumento da cobertura vacinal em nossa cidade. É fato que o ensino presencial, com o professor acompanhando a evolução do aluno diariamente é incomparável e faz toda diferença no desenvolvimento dessas crianças, que com certeza, depois de praticamente um ano e meio em casa, precisão de todo nosso cuidado e dedicação”, comentou o prefeito de Araras, Pedrinho Eliseu.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT