Volume de cheques devolvidos por falta de fundos cai, em setembro, e atinge melhor resultado em oito anos

Economistas da Serasa avaliam que a redução da inadimplência com cheques é consequência da melhora da economia.

O volume de cheques devolvidos no País pela segunda vez por falta de fundos volta a cair, em setembro. Dados da Serasa indicam que foram compensadas aproximadamente 33 milhões de folhas. Enquanto cerca de 556 mil cheques foram devolvidos, ou seja, 1,67 por cento do total.

O menor volume para o mês de setembro em oito anos e o melhor resultado de 2018. Economistas da Serasa avaliam que a redução da inadimplência com cheques é consequência da melhora da economia, puxada por fatores como a queda da inflação e dos juros.

Mas também lembram que o cheque tem sido cada vez menos usado pelo brasileiro. No acumulado do ano, até agora, 1,93 por cento das folhas emitidas voltaram sem fundos.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT