Xiaomi perde processo e é obrigada a mudar nome de celular

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Decisão impede gigante chinesa de lançar o aguardado Mi Mix 4, a menos que negocie com detentores da marca.

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

O sucessor do Xiaomi Mi Mix 3 pode aparecer com um nome completamente diferente na China. A razão é a derrota da Xiaomi em um processo judicial referente aos direitos de uso do nome “Mix” no país, pertencentes a uma outra companhia desde 2014, dois anos antes do registro para batizar uma de suas linhas de celulares.

Caso a fabricante não entre em acordo com os detentores legais do direito de uso do nome “Mix”, será necessário rebatizar todos os aparelhos com ficha técnica de ponta. Normalmente os lançamentos ocorrem no segundo semestre de cada ano.

O impasse tem origem em novembro de 2016, quando a Xiaomi lançou o primeiro modelo da linha Mi Mix. Ao registrar o nome como uma propriedade sua, a fabricante o teria feito sem saber que, dois anos antes, em novembro de 2014, outra companhia chinesa já tinha obtido o registro para o uso do mesmo termo em seus produtos.

A questão foi levada aos tribunais chineses em março deste ano. A decisão chega agora, deixando algumas alternativas à Xiaomi: a marca pode tentar negociar com os detentores legais do uso do termo Mix ou pode simplesmente rebatizar os produtos para evitar eventuais sanções e multas.

Caso decida rebatizar a linha de telefones, a Xiaomi pode fazê-lo apenas localmente, reservando o uso do nome “Mix” em outros países.

A linha Mix recebe grande atenção da Xiaomi por englobar os produtos premium do segundo semestre. O atual Mi Mix 3, por exemplo, apareceu com design arrojado e câmera frontal retrátil. A versão 5G do aparelho seria um dos primeiros celulares com internet mais rápida do mercado.

Independentemente de como será chamado, o futuro Xiaomi Mi Mix 4 tem aparecido em destaque no circuito de vazamentos. Até onde se sabe, o telefone terá o Snapdragon 855 Plus, recarga sem fio com função reversa – tal qual no Galaxy S10 – e será um dos primeiros com o sensor fotográfico de 108 MP da Samsung.

Via Gizmochina

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!