Acusado de matar esposa a pauladas após discussão é condenado a 27 anos de prisão por feminicídio

Crime aconteceu na casa onde o casal morava, em Guaimbê (SP) em março deste ano. Débora Cristina Moraes Costa do Amaral, de 41 anos, foi encontrada morta no quintal do imóvel.

O Tribunal do Júri condenou, no último dia 9 de novembro, Amarildo Rocha Santana a 27 anos de prisão por ter matado a pauladas a esposa após uma discussão. O crime aconteceu em março deste ano em Guaimbê (SP), na casa onde o casal morava.

Débora Cristina Moraes Costa do Amaral, de 41 anos, foi encontrada morta no quintal do imóvel e o réu foi preso dois dias depois escondido na casa de parentes em Getulina.

O Tribunal do Júri reconheceu a prática de feminicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e pela impossibilidade de defesa da vítima), sentenciando o réu a 27 anos de prisão em regime fechado, sem o direito de recorrer em liberdade.

Artigos Relacionados

Polícia Militar recupera moto roubada após perseguição pelas ruas de Araras, SP

A equipe voltou ao patrulhamento, e se deparou com a segunda moto usada no roubo,...

19/04/24 – PLANTÃO POLICIAL com o Repórter Beto Ribeiro

  O Café Júnior – Um primor de café desde 1945, traz as principais notícias policiais...

Polícia Militar encontra moto roubada após denúncia em Araras, SP

Feita consulta pela numeração do chassi, constou que ela havia sido roubada na noite de...

Últimas Notícias