PUBLICIDADE

Arara-canindé morre eletrocutada ao pousar no fio para receber alimento de morador de Araras, SP

Ave morreu após ser eletrocutada; oferecer alimentos a animais silvestres é crime.

A equipe do CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) Pró-Arara “Raul de Barros Winter” registrou o óbito de uma arara-canindé que foi eletrocutada ao pousar no fio para receber alimento de um munícipe. Outras aves já morreram por conta de alimentação inadequada.

Alimentar animais silvestres também faz com que eles não procurem comida naturalmente e passem a associar o alimento aos seres humanos, além de trazer riscos à saúde e aumentar casos de tráfico. A multa para quem alimenta aves e animais silvestres é, atualmente, de R$ 1.918,20.

Ajude a proteger as araras

Até o momento, 300 araras foram soltas na cidade, entre as que foram reabilitadas no CRAS e as que foram recebidas de outros municípios do Estado. Para aumentar a conscientização, o Centro promove todos os meses o evento Pró-Arara de Asas Abertas que esclarece sobre o trabalho realizado no local e a importância da preservação da fauna e flora brasileira.

Mais informações pelo telefone 3542-3538 (CRAS Pró-Arara).

Artigos Relacionados

“Em Dia com o Saema”: mais quatro munícipes contemplados com R$ 1.000 em Araras, SP

Sorteio aconteceu no último dia 29/02; iniciativa tem como objetivo estimular o pagamento pontual da...

Aparecimento de escorpiões em escola municipal preocupa pais de alunos em Araras (SP): ‘Medo de algo acontecer’

Para controlar a situação, galinhas foram soltas no local, já que elas se alimentam do...

Empresária ararense perde 37 quilos em 10 meses e mostra novo estilo de vida; veja antes e depois

Nathalia Rocha, de 27 anos, pesava mais de 100 kg e já não tinha disposição...

Últimas Notícias