Casa Rosa passa a ser mantida diretamente pela Prefeitura Municipal de Araras, SP

Local de acolhimento de vítimas de violência pode receber até dez mulheres e seus filhos.

A Casa Rosa “Nilza Apparecida Fernandes”, local de acolhimento para mulheres em situação de violência doméstica que são encaminhadas para acompanhamento no Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), passou a ser mantido diretamente pela Prefeitura de Araras.

“Até dezembro do ano passado, o serviço era executado em parceria com uma Organização da Sociedade Civil (OSC), mas por conta da demanda ser baixa uma vez que algumas mulheres não aceitam vir para cá, nós estamos administrando o local de forma direta”, explica Karina Rebellato, coordenadora da Proteção Social e Especial.

A Casa Rosa foi inaugurada em 2020 e continua funcionando no mesmo local, com cinco casas mobiliadas para atender até dez mulheres e seus filhos. “Ela pode ficar aqui por no mínimo seis meses, podendo estender essa estadia se necessário”, afirma Karina.

Caso a mulher não se sinta à vontade para procurar ajuda na delegacia, pode buscar auxílio no Creas, onde terá apoio e orientação. O Centro fica na Rua Visconde do Rio Branco, 675, Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. O atendimento também pode ser feito pelo telefone 3547-9307, que também WhatsApp.

Artigos Relacionados

Univesp abre inscrições para o vestibular 2º semestre em Araras, SP

Com nove opções de cursos de graduação, cadastros devem ser realizados pelo site vestibular.univesp.br até...

Escola de Artes e Ofícios está com inscrições abertas em Araras, SP

Com 10 opções de cursos e oficinas previsão de início das aulas é 4 de...

Vereadora Mirian Vanessa registra descaso na pavimentação da Avenida Carola em Araras, SP

A vereadora faz um apelo por especial atenção às autoridades responsáveis, destacando que a população...

Últimas Notícias