Começou a liberação dos saques de precatórios para aposentados do INSS. Veja como consultar os valores e as datas.

Os Tribunais Regionais Federais (TRFs) começaram a liberar os precatórios do INSS pendentes no governo Bolsonaro, assim como parte dos valores do calendário de 2024. Segundo o Tesouro Nacional, o valor total dos precatórios é de R$ 93,14 bilhões.

Desse montante, R$ 27,2 bilhões destinam-se a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ganharam ações de concessão ou revisão de benefícios na Justiça.

Precatórios do INSS: Supremo Tribunal Federal permite a liberação dos valores

Essa liberação se dá após o Supremo Tribunal Federal (STF) atender parcialmente ao pedido da União em duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs). Assim, o objetivo é regularizar o estoque da dívida com precatórios do INSS.

A saber, os saques seguirão o cronograma de cada tribunal e se realizarão em contas judiciais da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil.

Consulta aos valores e datas em cada processo

Para conferir a data exata em que os valores estarão disponíveis, é necessário consultar cada processo nos portais dos seis TRFs. Para isso, é preciso ter em mãos o número do processo judicial correspondente.

Na Justiça Federal da 3ª Região, que inclui São Paulo e Mato Grosso do Sul, cerca de R$ 17 bilhões destinam-se aos 84.874 beneficiários. Portanto, a partir desta semana, os credores poderão acessar o site do tribunal com todas as informações sobre o pagamento de precatórios do INSS.

TRF-2 realiza depósito em dezembro de 2023

Já o TRF-2, responsável pelos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, depositou em dezembro de 2023 os valores para pagamento dos precatórios alimentares e comuns referentes aos anos de 2022 e 2023.

Portanto, o tribunal prevê que até o dia 15 de janeiro estes precatórios estejam liberados para levantamento. Para isso, o beneficiário deverá apresentar documento de identidade com foto, CPF e comprovante de residência em uma agência bancária.

Alerta contra golpes

Além disso, os tribunais alertam para a possibilidade de golpes no processo de pagamento dos precatórios do INSS. Eles reforçam que não há exigência de qualquer pagamento prévio para receber precatórios.

Portanto, em caso de dúvida, orientam que o credor consulte seu advogado ou a Vara Federal onde seu processo está sendo tramitado.

Consulta ao precatório ou RPV do INSS

Por fim, vale mencionar que o precatório ou RPV (Requisição de Pequeno Valor) só é emitido quando o processo está definitivamente encerrado, sem qualquer possibilidade de recurso.

A consulta pode ser feita com o advogado da causa ou pelo site do TRF responsável pelo processo. Neste último caso, é possível fazer a consulta pelo número do CPF do credor, pelo registro do advogado na OAB ou pelo número do processo judicial.

Artigos Relacionados

Caixa Econômica Federal paga novo Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 8

Além do benefício mínimo de R$ 600, há pagamento de adicionais.A Caixa Econômica Federal paga...

IPVA 2024: pagamento à vista ou segunda parcela termina para placas 1, 2 e 3

O calendário de vencimento de acordo com o final de placa dos veículos iniciou em...

INSS não pagará reajuste igual para todos os aposentados

O cálculo do reajuste, de acordo com as disposições legais, seguirá as diretrizes do Índice...

Últimas Notícias