Médica é achada morta dentro de mala no interior de SP

Corpo de Thallita da Cruz Fernandes foi encontrado dentro da mala pela polícia no fim da tarde de sexta-feira (18) em São José do Rio Preto (SP). Justiça emitiu mandado de prisão contra o namorado, apontado como principal suspeito do crime.

O corpo da médica encontrada morta dentro de uma mala em um apartamento em São José do Rio Preto (SP) vai ser enterrado em São Paulo (SP). O crime foi descoberto pela polícia no fim da tarde de sexta-feira (18).

Conforme apurado pela reportagem, Thallita da Cruz Fernandes, de 28 anos, vai ser enterrada no Cemitério São Pedro, localizado no bairro Vila Alpina, às 13h deste domingo (20).

O corpo da vítima foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Rio Preto na tarde de sábado (19). A perícia apontou que Thallita morreu por hemorragia aguda, causada pelas facadas. Não há informações sobre o horário do velório.

Prisão

A Justiça emitiu um mandado de prisão temporária contra o namorado de Thallita, Davi Izaque Martins Silva, apontado como o principal suspeito de cometer o crime, no sábado (19). A informação é da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic).

Segundo o boletim de ocorrência, foi a mãe de Thallita, que mora em Guaratinguetá (SP), quem notou o desaparecimento da filha e pediu para que uma amiga da vítima fosse até o prédio onde ela morava, em Rio Preto.

Ainda de acordo com o BO, o apartamento de Thallita, localizado no 3º andar, estava trancado. Por isso, essa amiga acionou a polícia, com a ajuda do porteiro. O corpo de Thallita foi encontrado nu, na lavanderia do apartamento, dentro da mala.

A vítima estava com muitos ferimentos no rosto provocados por faca. Pelas câmeras de segurança, a polícia pôde constatar que o namorado foi o último a entrar e deixar o apartamento.

Até a última atualização desta reportagem, o suspeito do crime não foi localizado e é considerado foragido. A Divisão Especializada de Investigação Criminal (Deic) vai investigar o caso.

Homenagens

Em nota, a Famerp lamentou a morte da aluna: “Com pesar, a Diretoria da Famerp lamenta profundamente o falecimento trágico da aluna da turma 49, Thallita Fernandes. Sua partida prematura nos entristece. Nossos sentimentos aos familiares e amigos e colegas neste momento de tristeza e consternação.”

Também em nota, a Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto (Funfarme) desejou condolências aos familiares e amigos.

“Em nome de todos seus diretores, corpo clínico e colaboradores, o Complexo Funfarme manifesta profundo pesar pela morte da médica Thallita da Cruz Fernandes. Formada em 2021 pela Famerp, Thallita atuou para melhor atendimento de centenas de pacientes. A Funfarme manifesta suas condolências à amigos e familiares”, diz a nota.

A Prefeitura de Bady Bassitt lamentou a morte da médica via redes sociais: “É com imenso pesar que a Prefeitura Municipal de Bady Bassitt recebe a lamentável notícia do falecimento da médica Thalitta da Cruz Fernandes, plantonista na UBS de nossa cidade. Respeitada por todos e admirada pelo profissionalismo, amizade, integridade e pela maestria ao cuidar da população, Dra. Thalitta deixa um legado incontestável e de relevância fundamental para a Saúde do Município.”

Artigos Relacionados

30/05/24 – PLANTÃO POLICIAL com o Repórter Beto Ribeiro

  O Café Júnior – Um primor de café desde 1945, traz as principais notícias policiais...

Integrantes de quadrilha de roubo de cigarro é presa pela Polícia Civil de Limeira, SP

Um do crimes investigados foi um roubo que terminou com a morte de um agente...

INACREDITÁVEL! Portal Turístico sofre novo furto de fiação em Araras, SP

A prefeitura ainda não se manifestou oficialmente sobre o novo furto, mas a situação tem...

Últimas Notícias