Menino surpreende Papai Noel com pedido para ajudar outras crianças

Mensagem está em uma das milhares de cartinhas à espera de adoção da campanha anual Papai Noel dos Correios.

O pedido de Natal de um menino de 9 anos em uma cartinha ao Papai Noel chamou atenção pela “condição” imposta ao Bom Velhinho.

Além dos tradicionais pedidos de presentes, o pequeno Lucas Henrique, de Bauru, no interior de SP, aproveitou o espaço e pediu ao Papai Noel que ele “ajude” outras crianças e, caso o faça, prometeu comida para o morador do Polo Norte e suas ajudantes.

“Sei que nem todas as crianças têm a mesma sorte que eu, então, se puder, gostaria que ajudasse outra criança com presentes no Natal, espero que consiga ler minha carta, que possa me trazer alegria neste natal. Prometo deixar biscoitos e leite pra você e também cenouras para as renas”, pontuou a criança.

A mensagem está em uma das milhares de cartinhas à espera de adoção da campanha anual Papai Noel dos Correios. As cartas podem ser enviadas até esta sexta-feira (15), no interior de SP.

Na cartinha, Lucas começa o pedido como “todo bom menino”, desejando o melhor ao Papai Noel e contando como foi durante o ano.

“Estou escrevendo essa carta para você com muito amor e alegria. Espero que esteja tudo bem na sua casa no Polo Norte. Este ano, tenho sido uma criança muito boa (…) na escola novos amigos, aprendi muitas coisas legais, ajudei minha família sempre que pude”.

Apaixonado por futebol, Lucas passa a enumerar pedidos relacionados ao esporte. “uma chuteira, um kit do Palmeiras e uma bola”.

“Também quero dizer que sei que o Natal não é só sobre ganhar presentes, mas também estar com quem amamos, compartilhar com os outros”.

Adote uma cartinha

A campanha anual Papai Noel dos Correios mobiliza a população a presentear crianças de baixa renda há 34 anos.

Cartinhas escritas por alunos matriculados até o 5º ano em escolas públicas e por crianças em situação de vulnerabilidade social com até 10 anos começarão a ser disponibilizadas para adoção tanto nas agências participantes quanto no blog oficial da campanha.

Quem adota uma cartinha realiza o sonho de uma criança. A adoção das correspondências pode ser feita por qualquer pessoa ou empresa (veja abaixo mais detalhes).

Os Correios disponibilizam funcionários e sua logística para entregar os presentes e atender às expectativas de milhares de crianças de todo o país. Nos 34 anos de campanha, mais de 6,5 milhões de cartinhas foram atendidas pelos padrinhos e madrinhas. Os pedidos dos pequenos costumam ser os mais variados: bolas, bonecas, calçados e materiais escolares, entre outros.

Artigos Relacionados

Advogada explica como doar imóveis para o filho (a) sem a participação do cônjuge

Francielli Palma Maciel, que atua também no Direito de Família e Sucessões, diz quais medidas...

Arteris Intervias vai recapear 100% do pavimento da Rodovia Anhanguera

Nova fase da obra começa quarta-feira (19) e vai acontecer nos 82 km administrados pela...

Saiba como funciona o aviso prévio para quem é demitido e para quem pede demissão

Segundo o advogado Willian Cassiano, a empresa deve pagar o aviso prévio quando demite o...

Últimas Notícias