Mulher morre esfaqueada por companheiro ao tentar defender suposto amante médico

Karoline Soares foi socorrida para a UPA, mas não resistiu ao ferimento. Autor do crime foi preso em flagrante pela PM.

Uma mulher de 26 anos foi assassinada a facada pelo companheiro em Mococa (SP), na manhã desta sexta-feira (25), ao defender seu suposto amante, um médico de saúde da família. O homem foi preso e vai responder por feminicídio.

Segundo informações do delegado Mauro Bacci, a vítima, identificada como Karoline Soares, vivia um triângulo amoroso e todos são usuários de crack.

“Ela morava com o autor do feminicídio, mas ia se encontrar e usar droga com o médico em uma casa que ele tinha. O cara [autor do homicídio] ficou sabendo e foi lá”, disse o delegado.

Ainda segundo Bacci, o homem disse que partiu para cima do médico porque queria matá-lo. “Ela interveio na situação e acabou sofrendo o golpe de faca que infelizmente foi fatal”, contou o delegado.

O médico e o autor socorreram a mulher até a Unidade Pronto-Atendimento (UPA), mas ela não resistiu ao ferimento e morreu. Depois de levar a vítima até a unidade, o médico foi embora.

A Polícia Militar foi chamada e encontrou o autor na UPA. Ele foi detido e preso em flagrante por feminicídio.

O Setor de Investigações da Polícia Civil de Mococa conseguiu identificar testemunhas no local do crime e apreendeu um punhal que o agressor havia jogado em cima do telhado da casa.

“Foi recuperado um punhal bem afiado de ponta longa que é uma arma branca fatal”, disse o delegado.

Artigos Relacionados

Acusado de estupro de uma criança de 4 anos preso pela PM é liberado após ser ouvido no plantão policial de Araras, SP

No local, a equipe policial fez contato com o pai da vítima, que informou que...

Confira as informações do Plantão Policial desta quinta-feira (18), com o repórter Beto Ribeiro

  O Café Júnior – Um primor de café desde 1945, traz as principais notícias policiais...

Mulher é denunciada por permitir espancamento brutal de filho de 2 anos

Segundo promotor, Ana Beatriz Morais de Oliveira, de 22 anos, poderia e deveria ter evitado...

Últimas Notícias