‘Não houve excesso, houve atuação profissional’, diz Tarcísio sobre operação da PM no Guarujá

Ao todo, 58 pessoas foram presas na Operação Escudo na Baixada Santista, entre os dias 28 de julho e 1 de agosto. Outros quatro adolescentes foram apreendidos por tráfico de drogas. Até esta terça-feira (1) a polícia apreendeu 385 quilos de entorpecentes e 18 armas, entre pistolas e fuzis.

Dezesseis pessoas morreram desde o início da Operação Escudo, realizada na Baixada Santista, no litoral de São Paulo. A ação da polícia começou na última sexta-feira (28) após execução de um PM da equipe Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) durante patrulhamento.

As duas novas mortes confirmadas nesta quarta-feira (2) aconteceram em Santos e ainda estão sem identificação. Uma ocorreu, durante a madrugada, na Rua Três, no Morro da Penha. Junto com o suspeito, a polícia apreendeu arma, drogas e apetrechos do tráfico. A segunda morte confirmada foi de um suspeito baleado na terça-feira (1) na Rua Engenheiro José Garcia da Silva, no bairro Jabaquara.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP), todos os casos são investigados pela Divisão Especializada de Investigações Criminais (DEIC) de Santos e pela Polícia Militar, por meio de Inquérito Policial Militar (IPM).

O atirador, identificado como Erickson David da Silva, já está preso e será indiciado por homicídio doloso e associação ao tráfico de drogas. Ao falar sobre a operação pós-execução do militar, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse que “não houve excessos” contra o grupo que compõe o crime organizado no reduto paulista. Segundo o mandatário, PM atua para evitar confronto, porém, “a partir do momento em que a autoridade policial é desrespeitada”, a reação deve ser de imediata,

Ao todo, 58 pessoas foram presas na Operação Escudo na Baixada Santista, entre os dias 28 de julho e 1 de agosto. Outros quatro adolescentes foram apreendidos por tráfico de drogas. Até esta terça-feira (1) a polícia apreendeu 385 quilos de entorpecentes e 18 armas, entre pistolas e fuzis.

O soldado Patrick Bastos Reis foi baleado enquanto fazia um patrulhamento na comunidade da Vila Júlia em Guarujá, na quinta-feira (27). A morte dele foi confirmada no mesmo dia. Além dele, um outro policial foi baleado na mão esquerda, encaminhado para o Hospital Santo Amaro e liberado.

Após o caso, a Polícia Militar iniciou a Operação Escudo, com o objetivo de capturar os criminosos responsáveis pela ação contra os agentes.

Erickson, também conhecido como ‘Deivinho’, foi capturado na Zona Sul de São Paulo, durante a noite do último domingo (30). Segundo informações da polícia, Erickson tem 28 anos, é solteiro e teria atirado em direção ao soldado da Rota de uma distância de mais de 50 metros.

Na segunda-feira (31), Erickson foi encaminhado ao Fórum de Santos, onde passou por audiência de custódia, que começou por volta das 10h. A Justiça definiu que a prisão temporária foi mantida por 30 dias.

Reforço

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o secretário de segurança do estado, Guilherme Derrite, anunciaram aumento do efetivo policial e uma nova unidade em Guarujá, no litoral de São Paulo, após a morte do PM da Rota Patrick Bastos Reis. Segundo o governador, as ações se fazem necessárias pois “o tráfico ocupou a Baixada Santista”.

De acordo com Tarcísio, a Operação Escudo vai continuar na Baixada Santista por pelo menos 30 dias. Além disso, o governador ainda prometeu novas ações na região.

“Nós vamos levar para a Baixada Santista o aumento de efetivo, unidade da Polícia Militar. Nós devemos ter mais uma unidade da Polícia na Baixada para aumentar o efetivo e responder o anseio da Baixada”, disse Tarcísio.


Repórter Beto Ribeiro. É de graça. Clique aqui e participe do grupo oficial Repórter Beto Ribeiro e fique por dentro de todas as atualizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Artigos Relacionados

Homem que matou ex-mulher a facadas é encontrado morto em pé de laranja dois meses após o crime

Segundo a Polícia Militar, Sérgio de Godoy, de 56 anos, estava foragido desde o dia...

Incêndio criminoso devasta vegetação em propriedade na região norte de Araras, SP

Um Jequitibá-rosa, plantado há mais de 20 anos, ficou com as folhas queimadas a mais...

Entregador de pizzas sofre tentativa de roubo na Avenida Ângelo Franzini em Araras, SP

Ele disse que por volta das 22hs, estava com uma entrega no Conjunto Habitacional Narciso...

Últimas Notícias