Posso processar meu companheiro se ele me trair?

A traição é definida como ações de infidelidade que vão contra o voto de confiança, lealdade e amor presentes em um relacionamento.

Durante o término de um relacionamento muitas pessoas buscam por advogados, pois além do pedido de divórcio no caso de casamento, muitos querem processar o ex companheiro ou companheira por motivo de traição. No entanto, será que a traição por si só gera direito a danos morais? Se você também quer saber, continue acompanhando!

Podemos dizer que a vida é imprevisível e que não sabemos o que nos reserva no futuro. Mas o que muitas pessoas compartilham como experiência é que a traição pode ser devastadora e prejudicial de várias maneiras. Nesse artigo, vamos abordar as consequências financeiras da traição, como os cônjuges que foram traídos podem buscar uma indenização na justiça.

O que é Traição?

A traição é definida como ações de infidelidade que vão contra o voto de confiança, lealdade e amor presentes em um relacionamento. Pode ocorrer quando o parceiro sente necessidade de satisfazer desejos desse tipo, buscando conexão emocional e sexual com outras pessoas além do parceiro.

O que pode acarretar nos tribunais?

Muitas pessoas acreditam que a traição não deve ser tratada como questão legal, mas o comportamento infiel tem consequências legais. Uma pessoa pode processar o parceiro por dano moral e, dependendo do caso, indenização financeira. Se um cônjuge for traído, pode pedir uma indenização na justiça por danos morais, porque a traição viola os direitos legais do cônjuge ferido pela traição, como a dignidade e a honra.

Como calcular a indenização na justiça?

A quantia de dinheiro que o traído pode receber varia de acordo com o caso. O montante da indenização é determinado levando em conta os seguintes fatores:

Extensão da traição: a extensão dos atos, ou seja, o número de ocorrências, bem como a duração do relacionamento extraconjugal, serão determinantes na quantidade da indenização.
O tipo de relacionamento e a gravidade do dano moral sofrido. O cônjuge lesado pode pedir uma indenização financeira para compensar as feridas emocionais e psicológicas causadas pela traição.

O estado financeiro do casal: é importante levar em conta o estado financeiro do casal antes da traição para determinar quanto dinheiro será pago como indenização.
O nível de provas: quanto maior o nível de provas contra o parceiro infiel, maior será a quantia de dinheiro.

A traição é um comportamento perigoso porque causa danos às pessoas envolvidas. No entanto, é importante lembrar que há direitos legais para proteger as pessoas que foram vítimas de traição e que, se o cônjuge for traído, pode buscar uma indenização na justiça.

Por isso, ao invés de se preocupar em se vingar, é essencial procurar um advogado especializado para analisar o caso individualmente e determinar o devido montante de indenização. Portanto, se você ou alguém que você conhece foi traído, não hesite em pedir ajuda profissional.

Se você foi vítima de traição, procure auxílio profissional agora mesmo para avaliar a hipótese de uma indenização na justiça.

Artigos Relacionados

Empregado afastado tem direito as férias?

O afastamento prolongado do trabalhado do serviço em razão de doenças e acidentes de trabalho,...

Funcionário Sem Vale-Transporte Pode Faltar Ao Trabalho?

A lógica por trás disso é simples: o trabalhador não deve ser penalizado pela incapacidade...

Dano em veículo causado por buraco na rua pode ser cobrado da prefeitura; saiba como

A maioria das pessoas acaba arcando com os danos; reportagem conversou com advogado Kleber Luzetti,...

Últimas Notícias