PUBLICIDADE

Prefeito Pedrinho Eliseu Responde a Manifestação do Sinsaúde em Carta Aberta

O prefeito revelou que o déficit anual do hospital ultrapassa os 27 milhões de reais, conforme dados oficiais da Prefeitura, e que essa situação se agrava ano após ano.

Na tarde desta quarta-feira (7), o prefeito Pedrinho Eliseu se pronunciou em uma carta aberta em resposta à iniciativa do Sinsaúde, que organizou uma manifestação para destacar a delicada situação financeira enfrentada pela Santa Casa e reivindicar melhorias nas condições de trabalho e o pagamento de direitos. O prefeito fez questão de abordar diversos pontos, destacando principalmente a defasagem da Tabela SUS desde 2006 e o impacto dessa realidade nas finanças do hospital.

Pedrinho Eliseu começou esclarecendo que a Santa Casa não está sob responsabilidade da Prefeitura, enfatizando o esforço da instituição diante da defasagem na Tabela SUS, não atualizada pelo Governo Federal há mais de uma década. Ele ressaltou que esse cenário tem colocado em risco diversas Santas Casas em todo o país.

O prefeito revelou que o déficit anual do hospital ultrapassa os 27 milhões de reais, conforme dados oficiais da Prefeitura, e que essa situação se agrava ano após ano. Ele expressou a sua visão de que a Carta Aberta do Sindicato da Saúde possui um viés político, ao envolver a Prefeitura, em vez de focar exclusivamente na defesa da Santa Casa e de seus colaboradores.

Pedrinho Eliseu destacou a responsabilidade da Prefeitura com seus funcionários da saúde, assegurando que os pagamentos estão em dia. Ele questionou a atuação do Sindicato da Saúde de Araras durante os quinze anos de administração do PT no país, alegando que a Tabela SUS não foi atualizada nesse período. O prefeito questionou a ausência de ações do sindicato para cobrar da Prefeitura durante esses anos e sugeriu que poderiam ter ajudado a Santa Casa em momentos críticos.

A carta aberta do prefeito aborda a complexidade da situação financeira do hospital, pontuando a necessidade de uma revisão na Tabela SUS e, ao mesmo tempo, destaca a responsabilidade da gestão municipal com a saúde. Essa manifestação é um reflexo do atual embate político e das pressões enfrentadas por instituições de saúde diante de desafios orçamentários críticos.

Leia a carta aberta abaixo:

 

Artigos Relacionados

“Em Dia com o Saema”: mais quatro munícipes contemplados com R$ 1.000 em Araras, SP

Sorteio aconteceu no último dia 29/02; iniciativa tem como objetivo estimular o pagamento pontual da...

Aparecimento de escorpiões em escola municipal preocupa pais de alunos em Araras (SP): ‘Medo de algo acontecer’

Para controlar a situação, galinhas foram soltas no local, já que elas se alimentam do...

Empresária ararense perde 37 quilos em 10 meses e mostra novo estilo de vida; veja antes e depois

Nathalia Rocha, de 27 anos, pesava mais de 100 kg e já não tinha disposição...

Últimas Notícias