Secretário Municipal de Habitação participa do lançamento do Programa Casa Paulista

Primeira etapa do programa irá investir R$ 258,1 milhões na construção de 20 mil moradias para famílias de baixa renda.

O secretário Municipal de Habitação de Araras (SP), Rafael Zaniboni, esteve participando no mês de julho do lançamento do Programa Casa Paulista, que é o nome do novo programa habitacional do Governo de São Paulo e o maior da história do estado. Ele foi lançado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH) nesta quarta-feira (19), e reúne um rol de ações e serviços da pasta e da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).
 

Na primeira etapa, chamada Crédito Imobiliário, o governo paulista disponibilizará de R$ 10 mil a R$ 16 mil, por família, para comprarem seus imóveis diretamente com as construtoras. O valor do benefício varia de acordo com localidade do empreendimento e entra na conta do cidadão após liberação da Caixa Econômica Federal.

O investimento estadual, utilizado como subsídio, possibilita que famílias com renda mensal média de 1,8 salários mínimos (R$ 2,4 mil) realizem o sonho da casa própria. Sem esse aporte, apenas pessoas com renda média de três salários mínimos (R$ 4 mil) teriam condições de conseguir o financiamento.

De acordo com Marcelo Branco, secretário da SDUH, a meta é modificar positivamente o painel habitacional do estado. Segundo ele, os trabalhos começaram ainda em janeiro, quando a secretaria realizou um chamamento para empreendedores apresentarem empreendimentos aptos há receber o subsídio do Casa Paulista.

Branco explicou que, com os números em mãos, sua equipe qualificou a distribuição das moradias, priorizando municípios onde há áreas de riscos e déficits habitacionais mais acentuados, como favelas e habitações subnormais.

“Então, continuamos chamando empreendedores e nesse pouco espaço de tempo estabelecemos uma parceria entre governo estadual e a iniciativa privada, onde o mercado começou a direcionar seus investimento para aquelas localidades em que o déficit habitacional de baixa renda é mais acentuado”, declarou o secretário.

Serão viabilizadas 20 mil moradias para as famílias com renda mensal de até R$ 3,9 mil, por meio de carta de crédito. Os interessados também poderão contar com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento, quando disponível.

NOVO PROGRAMA

Além de Crédito Imobiliário, o novo Casa Paulista terá mais três frentes de atuação: construção e entrega de casas populares via CDHU; regularização fundiária de imóveis em áreas urbanas; e execução de obras e melhorias habitacionais e urbanas nos municípios de São Paulo.

Mais informações sobre as próximas etapas do Casa Paulista serão divulgadas em breve. Clique aqui e acesse o site para saber outros detalhes.


Repórter Beto Ribeiro. É de graça. Clique aqui e participe do grupo oficial Repórter Beto Ribeiro e fique por dentro de todas as atualizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Artigos Relacionados

KR Saúde: Facilitando o Acesso à Saúde com Tecnologia

Através de uma abordagem inovadora e tecnológica, a empresa oferece aos seus clientes a conveniência...

Prefeitura Municipal inicia recomposição da rede de drenagem de águas pluviais da Avenida Francisco Borges em Araras, SP

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, será instalada uma...

Vereador Apolari comemora início do atendimento gratuito na Clínica Veterinária em Araras, SP

Sonho realizado: vereador foi um dos idealizadores do atendimento veterinário gratuito em Araras para animais...

Últimas Notícias