TRAGÉDIA! Bebê de 33 dias morre engasgada, apesar dos esforços dos policiais militares durante salvamento em Araras, SP

Após a constatação do óbito, o corpo da bebê foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) na cidade de Limeira (SP), para a realização de procedimentos legais.

Na manhã deste domingo (30), uma tragédia abalou a cidade de Araras (SP), quando uma bebê de apenas 33 dias engasgou e não resistiu, apesar dos esforços dos militares que atenderam a ocorrência.

Os soldados Moreli e Müller, estavam em patrulhamento preventivo pela cidade, quando receberam uma chamada através do COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) sobre uma criança engasgada no Jardim das Nações II. Rapidamente, eles se dirigiram para a residência na Rua Professor Manuel Moita Filho.

Ao chegarem à casa, encontraram a mãe da criança no portão, segurando a bebê no colo. Ela relatou que havia amamentado a criança há uma hora. Preocupados, perceberam que a criança não apresentava sinais de alteração. Sem hesitar, os policiais iniciaram a manobra de Heimlich, uma técnica de primeiros socorros utilizado para desobstruir as vias aéreas em casos de engasgo.

Tentativas de reanimação cardíaca

Após realizarem os procedimentos de emergência, a bebê foi levada para o Hospital São Luiz, buscando atendimento médico especializado. Durante o trajeto até o pronto socorro, os policiais continuaram como tentativas de reanimação cardíaca, buscando reverter a situação.

Entretanto, apesar dos esforços incansáveis, a equipe médica que recebeu uma criança no hospital constatou o óbito da bebê. A notícia deixou os profissionais e a família consternados, diante da tristeza e impotência diante do ocorrido.

Após a constatação do óbito, o corpo da bebê foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) na cidade de Limeira (SP), para a realização de procedimentos legais. O sepultamento de Isis Carolina Antunes Alves, foi realizado às 15h no Cemitério Municipal de Araras.

Comunidade se solidariza com a família

A perda de uma vida tão jovem é sempre uma tragédia, e a comunidade de Araras se solidariza com a família enlutada nesse momento de dor e luto. As circunstâncias exatas do ocorrido ainda podem estar sob investigação pelas autoridades competentes para determinar a causa precisa da morte da criança.

Espera-se que essa triste ocorrência seja um seguido para todos sobre a importância de conhecer e estar preparado para situações de emergência, como engasgos, e de contar com profissionais capacitados para fornecer ajuda rápida e eficiência para situações delicadas.

É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização do autor. #DigaNãoAFakeNews

Receba direto no celular as notícias mais recentes publicadas pelo site Repórter Beto Ribeiro. É de graça. Clique aqui e participe do grupo oficial Repórter Beto Ribeiro e fique por dentro de todas as atualizações.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Artigos Relacionados

OPERAÇÃO ADAGA VII: Homem é preso pela Polícia Militar por não pagamento de pensão alimentícia em Araras, SP

Diante dos fatos ele foi apresentado no plantão da Central de Polícia Judiciária, onde após...

ROMU realiza prisão em flagrante durante patrulhamento ostensivo na região leste de Araras, SP

Em revista pessoal foi localizado um celular Samsung, e ao averiguar a pochete que ele...

PM prende dupla que furtou óculos de banhista e descobre que ‘vítima’ era procurada com pena até 2044

Caso aconteceu em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, a...

Últimas Notícias